Reforma tributária do governo vai sair do papel

Segundo Marcos Cintra, da RF, o texto será intermediário entre as propostas que estão hoje no Congresso Nacional, abordando ainda alguns itens que não são tocados, como Imposto de Renda e a desoneração da folha de pagamentos

Manaus – O secretário da Receita Federal (RF), Marcos Cintra, disse, nesta quinta-feira (8), que o governo quer apresentar, por meio do ministro da Economia, Paulo Guedes, o próprio texto de reforma tributária na semana que vem. Segundo ele, o texto será intermediário entre as propostas que estão hoje no Congresso Nacional, abordando ainda alguns itens que não são tocados, como Imposto de Renda e a desoneração da folha de pagamentos.

Como em toda alteração, a ‘fome’ do Estado não retrocede e ele deixou claro que não há possibilidade de uma reforma que preveja queda de arrecadação. Ou seja, não haverá revisão na carga tributária. Ele sinalizou, nesse sentido, que pode voltar a discutir a tributação de dividendos.

Cintra criticou o pedido dos Estados para que a União fique de fora do comitê gestor do imposto único criado com a reforma e voltou a destacar a dificuldade de se aprovar uma reforma com âmbito nacional, com inclusão dos Estados. E disse que o debate, se levado nesses termos, pode ser difícil e demorado.

Senado 1

Em audiência pública no Senado com a presença do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) defendeu que o debate ambiental seja pautado pelo bom senso e sem radicalismos.

Senado 2

Para exemplificar a relação salutar entre homem e natureza, Braga observou que a produção agropecuária do Brasil é possível por causa do equilíbrio climático e hidrológico proporcionado pela Amazônia.

Homenagem

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), deputado estadual Josué Neto, será agraciado com a Medalha de Honra ao Mérito da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-11). A solenidade será realizada nesta sexta-feira (9), no Clube do Trabalhador (Sesi).