Relatório da CPI ainda pode receber alterações no Senado

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) reclamou que não havia menção a nenhuma autoridade amazonense e disse que enviaria uma complementação tratando do assunto

Brasília – Prevista para 26 de outubro, a votação do relatório do senador Renan Calheiros (MDB-AL) será feita um dia antes de a CPI da Pandemia completar seis meses de atividades. Até lá, o relator se disse disposto a continuar recebendo contribuições, ou seja: pode haver mudança na lista dos pedidos de indiciamento e mesmo uma reformulação no capítulo que trata da crise sanitária do Amazonas, um dos pontos que revelaram divergências entre os integrantes. O dia também será reservado à leitura dos votos em separado. Durante a apresentação do texto, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) reclamou que não havia menção a nenhuma autoridade amazonense e disse que enviaria uma complementação tratando do assunto. Segundo Braga, o Amazonas se sentiu injustiçado: “É inaceitável que o relatório final do senador Renan Calheiros não peça a punição de nenhum dos responsáveis pelo caos vivido no estado do Amazonas. Por isso estou apresentando esse adendo, exigindo que os responsáveis, incluindo o governador Wilson Lima, sejam punidos”.

Medicina 1

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE) aprovou projeto de lei que transforma a Fundação de Dermatologia Tropical e Venerologia Alfredo da Matta (Fuam) em Fundação Hospitalar (FHUAM).

Medicina 2

Com essa medida, a Fuam será habilitada, perante o Ministério da Saúde, e credenciada junto ao Cadastro Nacional de Entidades de Saúde (CNES) como unidade hospitalar, além de ambulatorial.

Atividades

A partir do dia 3 de novembro o Tribunal de Justiça do Amazonas retornará de forma integral às atividades presenciais e orienta os públicos interno e externo quanto às medidas definidas para o atendimento nas suas unidades judiciais e administrativas.

Intérprete

O Ministério Público do Amazonas, por intermédio da 42ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência, obteve acordo na Justiça que garante a presença de um intérprete de libras durante a realização de curso livre de gastronomia, sem

Anúncio