Senado analisará projeto que cria auxílio para atletas

O texto prevê o pagamento de auxílio para atletas e profissionais do setor, renegociação de dívidas de entidades e linhas de crédito para empresários ligados ao esporte

Brasília – Chegará ao Senado nos próximos dias uma proposta que destina R$ 1,6 bilhão a ações emergenciais para o setor esportivo, afetado por causa da pandemia de Covid-19. O texto do projeto prevê o pagamento de auxílio para atletas e profissionais do setor, renegociação de dívidas de entidades e linhas de crédito para empresários ligados ao esporte, em especial os pequenos. A proposta foi aprovada na quinta-feira, 16, na Câmara dos Deputados. Segundo o texto, profissionais do setor esportivo terão direito a três parcelas de auxílio emergencial de R$ 600. A regra vale para atletas, paratletas, técnicos, preparadores físicos etc. Para ter direito ao benefício, as regras serão quase as mesmas do auxílio emergencial já em vigor. A exceção é para o caso de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade de prática esportiva ou a uma entidade nacional de administração do desporto. Os profissionais devem comprovar atuação na área esportiva nos 24 meses anteriores à lei, não ter emprego formal ativo.

Gastos

O Hospital Adriano Jorge asssinou segundo termo aditivo em contrato com a empresa WF Control Apoio à Gestão de Saúde e Atividades pelo valor global de R$ 944.400 para locação de ambulâncias de suporte básico.

Agência

Requerimento na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) solicita da Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), informações sobre as ações propostas por esta agência tanto ao fortalecimento quanto ao socorro financeiro dos segmentos econômicos do Estado.

Hospedagem

A Prefeitura de Maués publicou extrato para contratar a empresa ADM da Silva Serviços pelo valor de R$ 282 mil para oferecer serviços de hospedagem visando atender o complexo administrativo da daquela cidade.

Serviço

Manauaras poderão ter mais um serviço nas drogarias. Tramita na Câmara Municipal de Manaus (CMM) projeto de lei que obriga a disponibilização, gratuitamente, de medidores de nível de oxigênio do sangue (oxímetros) nos estabelecimentos farmacêuticos da capital.

Anúncio