Senadores querem auxílio de emergência por mais 6 meses

Auxílio de de R$ 600 para trabalhadores informais de baixa renda pode ser estendido por mais seis meses, ou enquanto vigorar o estado de calamidade pública

Brasília – O pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais de baixa renda pode ser estendido por mais seis meses, ou enquanto vigorar o estado de calamidade pública. O Senado analisa quatro propostas nesse sentido. O auxilio aprovado pelo Congresso garante o pagamento do auxílio emergencial por apenas três meses, prorrogáveis segundo a vontade de poder executivo. Sem a alteração, os brasileiros autônomos e desempregados que têm direito a receber os R$ 600 ou R$ 1,2 mil, no caso de mães chefe de família, só terão o benefício até junho. Nesse sentido, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou o Projeto de Lei (PL) 2.627/2020 que amplia o prazo do benefício até dezembro de 2020 — fim do estado de calamidade pública. Jean Paul afirma que a extensão é importante porque, com o passar do tempo, novos trabalhadores podem precisar do auxílio. Ele observa ainda que a prorrogação do auxílio emergencial traz um horizonte de estabilidade para as famílias brasileiras e para as empresas.

Obras

A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Amazonas publicou aviso de licitação para prestação de serviços de manutenção predial preventiva e corretiva, de natureza contínua, sob demanda, com fornecimento de materiais, equipamentos e mão de obra, sem dedicação exclusiva.

Aviação

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) comemorou a liberação dos aeroportos de Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira para pousos e decolagens de aeronaves do com capacidade de transportar até 72 passageiros, sem limite de frequência semanal.

Repasses

O tema combustíveis voltou a ser discutido durante Sessão virtual da Assembleia Legislativa do Estado (ALE). O questionamento foi levantado pelo deputado estadual Álvaro Campelo (Progressistas), que criticou duramente os repasses que não foram realizados aos consumidores do Amazonas.

Adesão

O deputado estadual Cabo Maciel (PL) encaminhou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) informando ter comunicado a adesão do parlamentar e do partido PL, ao Bloco Parlamentar PV/PSD.