Siglas miram propaganda para destacar presidenciáveis

Especialistas alertam que transformar inserções em promoção pessoal pode configurar propaganda antecipada

Brasília – Os pré-candidatos que hoje patinam nas pesquisas de intenção de voto terão uma poderosa ferramenta para se tornar nacionalmente conhecidos antes do período oficial de campanha. É que, com a volta da propaganda partidária de rádio e TV, a partir de março, as legendas vão usar os programas e inserções para ampliar a exposição de suas apostas eleitorais. Especialistas alertam, porém, que embora não seja proibida a participação de nomes que estarão nas urnas em outubro, transformar as inserções em promoção pessoal pode configurar propaganda antecipada e resultar em punições como multa e cassação de tempo. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), recorrerá à vacinação contra a Covid-19 para mostrar que foi ele quem primeiro trouxe o imunizante para o País. O Podemos do ex-juiz Sérgio Moro e o PDT do ex-ministro Ciro Gomes confirmaram que os presidenciáveis também terão destaque nas propagandas. O PL, por sua vez, vai exibir o presidente Jair Bolsonaro, que é candidato à reeleição.

Portabilidade

No Amazonas, desde que a portabilidade numérica foi implementada, em 2008, até o dia 31 de dezembro de 2021, foram realizadas 591,10 mil transferências entre operadoras. Dessas, 109,63 mil para usuários de telefones fixos e 481,46 mil de móveis.

Vacinado

O ex-governador Amazonino Mendes anunciou nas suas redes sociais que testou positivo para a Covid-19. Forte candidato ao governo, o político, que tomou as três doses da vacina tratou de esclarecer que passa bem, seguindo todas as recomendações médicas. “Em breve estaremos juntos!”, disse.

Direitos

A Comissão de Proteção e Defesa dos Direitos das Crianças, Adolescentes e Jovens da Assembleia Legislativa promete manter em 2022 a campanha “Não dê dinheiro, dê futuro!” e a Caravana da Cidadania.

Termoplástico

A Norpolim Nordeste Polímeros Indústria e Comércio de Termoplástico confirmou uma planta em Manaus, com investimentos de R$ 17 milhões. A empresa do grupo Plasvan referência no setor de termoplásticos no País.

Anúncio