Visnorte volta a ‘reinar’ na vistoria do Detran-AM

Há mais de dois anos, o Ministério Público do Estado (MP-AM) recebeu uma denúncia de favorecimento da Visnorte pelo governo do Estado, cuja investigação está parada no Poder Judiciário, assim como outras operações

Manaus – Quinze meses após ter seu monopólio quebrado dentro do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), a Visnorte – Empresa de Vistoria Ltda. volta a ‘reinar’ como principal prestadora do serviço no órgão. Há duas semanas, o Detran-AM suspendeu o credenciamento da Manaus Vistoria Ltda., que começou a operar na capital em maio do ano passado, e, agora, foi ‘orientada’ pelo governo a fazer novos ‘ajustes’ na sua documentação e nos serviços.

A Cevam – Centro de Análises Técnicas e Equipamentos Ltda., empresa que deveria ser a terceira alternativa aos motoristas, é esquecida nas indicações dos funcionários do órgão de trânsito durante o atendimento nos guichês do Departamento de Trânsito. Há mais de dois anos, o Ministério Público do Estado (MP-AM) recebeu uma denúncia de favorecimento da Visnorte pelo governo do Estado, cuja investigação está parada no Poder Judiciário, assim como outras operações.

De Audi

Com o Ministério Público do Estado também está a investigação sobre a aquisição de um veículo pela Visnorte avaliado em R$ 1 milhão, um Audi R8 V10, que pertencia a um dos sócios, mas era visto sendo usado por outro empresário nas ruas de Manaus.

De Volvo

Há nove meses como diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, que era delegado da Polícia Civil, foi visto transitando em um novo veículo, um Volvo XC60, avaliado em R$ 260 mil. Com status de secretário, Rodrigo recebe R$ 15 mil por mês, R$ 5 mil a mais que no cargo que ocupava no ano passado.

Seringueiros

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou proposta que concede pensão especial vitalícia, no valor de dois salários mínimos, aos colonos assentados pelo governo federal ao longo dos trechos das BR-163 (Cuiabá-Santarém) e BR 230 (Transamazônica), no período de 1971 a 1974.

Anúncio