Viúva de Bruno Pereira pede retratação de presidente

Beatriz Matos acusou Bolsonaro e o presidente da Funai de mancharem a atuação profissional e memória do indigenista

Brasília – A atuação profissional e a memória do indigenista Bruno Pereira foram manchadas por declarações do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Funai, Marcelo Xavier. A acusação partiu de Beatriz Matos, viúva de Pereira, que participou ontem, de audiência pública da Comissão Temporária sobre a Criminalidade na Região Norte. O indigenista foi assassinado no Vale do Javari, no Amazonas, em 5 de junho, ao lado do jornalista britânico Dom Phillips. Os dois estavam investigando a invasão de terras indígenas por pescadores ilegais. Ela disse que não recebeu qualquer palavra de condolência do governo brasileiro e criticou a falta de apoio da Presidência da Funai. Por outro lado, agradeceu as homenagens dos povos indígenas e o apoio de deputados e senadores. Além de Beatriz, a comissão ouviu o líder indígena e ex-coordenador da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) Jader Marubo. Ambos relataram processo de desmonte das estruturas de fiscalização do Estado na Amazônia.

Vulnerabilidade

O Ministério Público Federal (MPF) está articulando, junto a órgãos públicos do Amazonas e do Acre, a implantação de uma rede interinstitucional de apoio e atendimento aos povos indígenas, em especial aos Madija Kulina, em situação de grave vulnerabilidade.

Calhas

A atuação conjunta com participação do MPF deverá abranger os dez municípios que compõem a área tradicional desta população, nas calhas dos rios Juruá e alto Purus.

Armamento

Tramita na Assembleia Legislativa proposta que autoriza às guardas municipais dos municípios alienarem armamentos e equipamentos de proteção individual de uso policial que forem apreendidos em prática de ilícitos penais ou de infrações administrativas.

Interiorização 1

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli, recebeu o defensor público-geral do Amazonas, Ricardo Paiva, que apresentou o projeto do órgão voltado à interiorização dos serviços da DPE/AM.

Interiorização 2

A intenção foi também de verificar de que forma poderia construir parcerias para fortalecer o acesso à Justiça na capital e no interior do Estado.

Banco

O Banco da Amazônia (Basa) foi homenageado ontem na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), pelos seus 80 anos de atuação na região amazônica, sendo a principal instituição financeira de fomento no Norte do País. A iniciativa foi do deputado Adjuto Afonso.

Mulheres

Jair Bolsonaro afirmou há pouco que a nova direção da Caixa Econômica será voltada para as mulheres. A nova presidente do banco é Daniella Marques. “Temos uma mulher fantástica (que) está transformando a Caixa para elas, e este é o governo federal”.

Pagamento

O promotor de Justiça de SP Ricardo de Barros Leonel decidiu arquivar pedido de investigação sobre o pagamento do show da cantora Daniela Mercury.

Brasil lançará sistema de monitoramento do Atlântico

blank

Acordo All-Atlantic Declaration, assinado ontem, envolve os Estados Unidos, Canadá, União Europeia, África do Sul e Brasil na proteção e exploração econômica sustentável das águas do Oceano Atlântico, já começa a mostrar resultados. A partir da iniciativa, o Brasil lançará um sistema inovador de monitoramento das águas em uma ação conjunta com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos.

blank

Doações O Senado aprovou projeto que prorroga até 2027 o benefício de dedução no imposto de renda para projetos esportivos, tal qual previsto na Lei de Incentivo ao Esporte (LIE). O projeto aumenta os limites para o descontos.

Anúncio