Concurso do TJAM contará com salário de quase R$ 9 mil; provas em outubro

As inscrições deverão ser solicitadas no período entre 10h, do dia 23 de julho e 18h, do dia 21 de agosto, de 2019, conforme o horário de Brasília, por meio do site do Cebraspe

Manaus – O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões, divulgou o edital de concurso público que oferta 160 vagas para o órgão, em cerimônia realizada no Village Eventos, no bairro Parque 10, zona centro-sul da capital, na manhã desta quarta-feira (3). Os salários dos cargos ofertados serão de R$ 8.936,96 para analista judiciário (Nível Superior) e R$ 4.558,34 para assistente judiciário (Nível Médio).

As inscrições deverão ser solicitadas no período entre 10h, do dia 23 de julho e 18h, do dia 21 de agosto, de 2019, conforme o horário de Brasília, por meio do site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). As provas objetivas para os cargos de Nível Superior terão duração de quatro horas e serão aplicadas na data provável de 13 de outubro de 2019, pela manhã.

Já as provas para os cargos de Nível Médio terão duração de três horas e 30 minutos, sendo aplicadas na mesma data que as do Superior, pelo turno da tarde. Os locais das provas ocorrerão em Manaus, Tabatinga e Parintins. O pagamento da taxa de inscrição poderá ser feito até o dia 10 de setembro de 2019. A data de aplicação das provas está sujeita à alteração.

O edital também inclui a oferta de um cadastro de reserva que inclui vagas para o interior do Estado, em cargos de Nível Médio e Nível Superior. Das 160 vagas, 140 serão para o cargo de assistente judiciário (Nível Médio) e 29 para o de analista judiciário (Nível Superior).

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões (Foto: Yago Frota)

No interior

Dessas 140 vagas destinadas ao cargo de assistente judiciário, 127 serão designadas à atuação na Comarca de Manaus e 13 ao interior. Sete vagas ficarão reservadas à sub-região do Alto Solimões, abrangendo as Comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá, e seis à sub-região do Baixo Amazonas, destinadas às Comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará.

Na capital

Já em Manaus, as 127 vagas para o cargo de assistente judiciário serão designadas para as funções: sem especialidade (100 vagas), programador (dez vagas), suporte ao usuário de informática (15 vagas) e técnico de segurança do trabalho (duas vagas).

Ainda na capital, as 20 vagas destinadas ao cargo de analista judiciário serão voltadas às funções de: analista de sistemas (cinco vagas), arquivologia (uma vaga), biblioteconomia (uma vaga), contabilidade (três vagas), direito (duas vagas), engenharia civil (duas vagas), estatística (uma vaga), médico do trabalho (uma vaga), psicologia (duas vagas) e serviço social (duas vagas).

Segundo o presidente do TJAM, o desembargador Yedo Simões, o tribunal deverá funcionar somente com servidores concursados. “O TJAM está se adequando à nova realidade, dando oportunidade àqueles que estudam, se preparam, para alcançar o serviço público”, disse.

Anúncio