Ibama lança concurso com salários de até R$8,5 mil

Processo seletivo oferece vagas para níveis médio e superior

Manaus – Estão abertas as inscrições para o concurso do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com salários que chegam a R$8,5 mil. O Ibama abriu nesta quarta-feira (1) as inscrições para o certame que oferece 568 vagas para os cargos de nível médio e superior.

Do total de vagas, 432 são para técnico ambiental, carreira que exige o ensino médio. As demais oportunidades são para os cargos de analista ambiental (96) e administrativo (40), ambos de nível superior que exigem graduação em qualquer área. Os interessados podem realizar as inscrições no site da banca organizadora Cebraspe, até o dia 20 de dezembro.

A primeira etapa do processo seletivo consiste na prova objetiva, realizada no dia 30 de janeiro de 2022. A prova é composta por 120 questões do tipo “certo ou errado”, além da redação discursiva, com duração de 4 horas e meia de prova. Os exames serão realizados em todas as capitais brasileiras e no Distrito Federal.

(Foto: Divulgação)

O Ibama é considerado uma instituição de excelência para o cumprimento de tarefas ligadas ao licenciamento ambiental, ao controle da qualidade ambiental, à autorização de uso dos recursos naturais e a fiscalização, monitoramento e controle ambiental.

Como estudar para a prova

Ao todo, serão avaliadas 120 questões, sendo divididas entre as áreas de Conhecimentos Básicos (50) e de Conhecimentos Específicos (70). Língua Portuguesa, Matemática, Informática e Legislação Ambiental correspondem a maior parte do exame, conforme explica Carla Lubanco, pesquisadora e professora de Legislação Ambiental.

Uma alternativa de estudo é por meio de materiais atualizados. A estratégia é procurar por cursos preparatórios que oferecem gratuitamente algumas apostilas e até mesmo aulas ao vivo. “Há muito conteúdo sendo transmitido, ao vivo, pela internet por professores ou cursos preparatórios”, afirma.

Outra dica é montar um cronograma de estudos de acordo com as áreas de conhecimento. Se a pessoa trabalha, por exemplo, pensar em uma rotina entre duas a três horas de estudo por dia já é suficiente para aprender a teoria e resolver exercícios. Para isso, o concurseiro deve levar em consideração a proporção de temas que serão cobrados na prova, e organizar as disciplinas ao longo da semana.

A ideia é poder estudar cerca de dois ou três assuntos por dia. No começo, estabeleça metas e prazos curtos. Isso vai ajudar a ter a percepção de progresso e a evitar frustrações que podem minar a motivação ao longo do tempo.

Anúncio