AM tem 2.270 casos confirmados de Covid; FVS contabiliza 193 mortes

Segundo boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) divulgado nesta terça-feira (21), em 24h foram registrados 110 novos casos

Manaus – O Amazonas possui 2.270 casos confirmados para o novo coronavírus, segundo boletim divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), nesta terça-feira (21). Em 24h foram registrados 110 novos casos para Covid-19 e oito óbitos, totalizando 193 mortes. A letalidade da doença está em 8,5%.

De acordo com a FVS-AM, dos casos confirmados, 1.809 são em Manaus e 461 no interior do Estado. Outras 698 pessoas estão internadas com sintomas da doença e sob investigação do Laboratório Central (Lacen). Quarenta e três óbitos também são investigados pelo laboratório.

Dos casos confirmados, 726 pessoas estão fora do período de transmissão da doença e 1.170 pacientes estão em isolamento domiciliar. São 181 pacientes que estão internados, 84 em leitos clínicos, 42 na rede privada e 42 na rede pública, e, 97 em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), desses 39 estão na rede privada e 58 na rede pública.

Segundo a Diretora-Presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, o não cumprimento do isolamento social, pode estar contribuindo para o aumento no número de casos. “O vírus no Amazonas está se deslocando por barco. Por mais que esteja proibido o transporte fluvial, pessoas estão desrespeitando as determinações e o resultado é esse que vemos, 461 infectados no interior”, disse.

A unidade de referência para tratamento da doença é o Hospital Delphina Aziz, na zona norte de Manaus, de acordo com Simone Papaiz, Secretária de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), o governo está trabalhando para a contratação de profissionais da saúde e para a abertura de novos leitos para atendimento aos pacientes infectados por Covid-19.

“A taxa de ocupação de leitos no Hospital Delphina altera diariamente. Atualmente está em 96 a 97%, variando entre leitos clínicos e leitos de UTI. Estamos intensificando para contratar médicos intensivistas para que possamos ampliar os leitos de UTI”, explicou.

Foto: Reprodução

Interior do Amazonas

Dos 62 municípios do Amazonas, 27 possuem casos confirmados para o novo coronavírus, ao todo foram registrados 461 pacientes e 30 mortes. Os casos são em Manacapuru (218); Itacoatiara (39); Iranduba (37); Maués (29); Parintins (28); Tabatinga (21); Tonantins (13); Presidente Figueiredo (12), São Paulo de Olivença e Santo Antônio do Içá, com 11 casos; Careiro Castanho (8); Anori (7); Tefé (6), Careiro da Várzea (4); Autazes, Coari, Lábrea e Novo Airão com dois casos cada; e Anamã, Beruri, Boca do Acre, Canutama, Carauari, Juruá, Jutaí, Manicoré e Santa Isabel do Rio Negro com um caso confirmado cada.

Índigenas

No Amazonas, foram confirmados 29 casos do novo coronavírus em índigenas e duas mortes. Os números estão sendo acompanhados pela FVS-AM, mas o plano de combate ao Covid-19 é de responsabilidade da Secretária de Saúde Indígena (Sesai).

Segundo o relatório, a maior incidência de casos está em três regiões do Estado, de acordo com Rosemary Pinto. “Nós temos hoje quatro Distritos de Saúde Indígena que apresentam casos: no Alto Solimões são 10 casos e duas mortes; no médio Purus são três casos; em Manaus são 15 casos; e em Parintins, um caso”, pontuou a diretora-presidente da FVS-AM.

Óbitos

Nas últimas 24 horas, mais oito óbitos foram confirmados. Ao todo, são 193 mortes registradas no Amazonas, sendo em Manaus (163) Manacapuru (12), Iranduba (3), Parintins (3), Maués e Careiro Castanho, duas mortes e Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Tabatinga, Tefé, Novo Airão, Carauari e Manicoré, com um caso em casa; totalizando 30 mortes por Covid-19 entre pacientes do interior.

Dos 258 óbitos notificados e 193 foram confirmados, 22 descartados e 43 seguem em investigação pelo Lacen.

Matéria atualizada às 16h37 para acréscimo de informações