Amazonas tem 234 pacientes internados com Covid-19

Do total de pacientes internados, 159 estão em leitos clínicos (14 na rede privada e 145 na rede pública) e 75 em UTI (11 na rede privada e 64 na rede pública)

Manaus – A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulgou, neste sábado (25), a edição nº 115 do Boletim Epidemiológico. Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 234 pacientes internados, sendo 159 em leitos clínicos (14 na rede privada e 145 na rede pública) e 75 em UTI (11 na rede privada e 64 na rede pública).

Há ainda outros 115 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 81 estão em leitos clínicos (35 na rede privada e 46 na rede pública) e 34 estão em UTI (16 na rede privada e 18 na rede pública).

(Foto: Acervo/ABr)

O Amazonas, na atual edição do boletim, tem a confirmação de mais 670 casos da doença. Destes, 15 casos foram confirmados por exame de biologia molecular RT-PCR e os outros 655 foram confirmados por testes rápidos. Conforme o boletim, foram confirmados mais 11 óbitos pela doença, quatro ocorridos nas últimas 24 horas e sete que tiveram confirmação diagnóstica na data de hoje, elevando para 3.210 o total de mortes.

O boletim aponta ainda que 12.008 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, ou seja, são casos confirmados nos últimos 14 dias, que se encontram internados ou em isolamento domiciliar.

Nesta edição, o boletim confirma a recuperação de mais 581 amazonenses, nas últimas 24 horas, chegando a 80.798 pessoas que passaram pelo período de quarentena (14 dias) e se recuperaram da doença.

Municípios

Dos 96.094 casos confirmados no Amazonas até este sábado (25), 33.585 são de Manaus (34,95%) e 62.509 do interior do estado (65,05%).

Além da capital, 61 municípios têm casos confirmados: Coari (6.695); Manacapuru (3.342); Parintins (3.253); São Gabriel da Cachoeira (3.190); Tefé (3.132); Humaitá (2.085); Barcelos (2.015); Itacoatiara (1.940); Presidente Figueiredo (1.799); Tabatinga (1.651); Iranduba (1.574); Benjamin Constant (1.521); Santa Isabel do Rio Negro (1.419); Lábrea (1.303); Maués (1.160); Autazes (1.144); Eirunepé (1.143); Alvarães (1.112); Santo Antônio do Içá (1.081); Careiro (1.078); São Paulo de Olivença (981); Tapauá (889); Pauini (837); Boca do Acre (822); Carauari (805); Manicoré (816); Barreirinha (748); Fonte Boa (724); Rio Preto da Eva (727); Guajará (730); Anori (709); Atalaia do Norte (728); Nova Olinda do Norte (707); Novo Aripuanã (633); Borba (631); Uarini (616); Urucurituba (585); Itapiranga (554); Tonantins (539); Beruri (526); Amaturá (496); Itamarati (492); Nhamundá (473); Urucará (456); Anamã (430); Manaquiri (417); São Sebastião do Uatumã (404); Juruá (399); Japurá (353); Maraã (345); Ipixuna (376); Jutaí (302); Boa Vista do Ramos (282); Novo Airão (243); Caapiranga (224); Silves (203); Canutama (185); Codajás (180); Careiro da Várzea (127); Apuí (98) e Envira (80).

Óbitos

Entre pacientes em Manaus, há o registro de 1.985 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus.

No interior, são 56 municípios com óbitos confirmados até o momento, em um total de 1.225. A lista inclui Manacapuru (135); Parintins (98); Coari (95); Tefé (82); Tabatinga (78); Itacoatiara (60); São Gabriel da Cachoeira (48); Humaitá (48); Iranduba (46); Benjamin Constant (35); Autazes (35); Maués (32); Barcelos (24); Nova Olinda do Norte (22); Borba (22); São Paulo de Olivença (21); Presidente Figueiredo (20); Santo Antônio do Içá (20); Fonte Boa (18); Lábrea (17); Jutaí (16); Careiro (16); Manicoré (16); Tonantins (14); Rio Preto da Eva (14); Alvarães (13); Manaquiri (12); Santa Isabel do Rio Negro (12); Anori (11); Boca do Acre (11); Novo Aripuanã (10); Uarini (9); Amaturá (8); Barreirinha (8); Beruri (7); Carauari (7); ); Guajará (7); Itapiranga (6); Novo Airão (6); Urucará (6); Nhamundá (5); Tapauá (5); Juruá (5); Silves (5); Careiro da Várzea (4); Caapiranga (4); Pauini (4); Atalaia do Norte (4); Urucurituba (4); Maraã (4); Itamarati (4); Codajás (3); Boa Vista do Ramos (2); Eirunepé (2); São Sebastião do Uatumã (2); Japurá (1). Permanecem sem óbitos registrados: Anamã, Apuí, Canutama, Ipixuna e Envira.

Outros 28 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) estão sendo acompanhados. Dentre estes, dois estão em investigação epidemiológica e 26 aguardam resultado laboratorial.