Arquidiocese de Manaus suspende atividades presenciais até o dia 22 de janeiro

A decisão se deu pelo aumento no número de casos de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus no Amazonas

Manaus – A Arquidiocese de Manaus suspendeu as atividades presenciais por um período de 17 dias, devido ao aumento de casos de infecções e internações da Covid-19. O arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner, após consulta ao conselho presbiteral local, emitiu orientações pastorais e suspendeu as atividades até o dia 22 de janeiro.

O ofício assinado pelo arcebispo de Manaus, destaca a importância com os cuidados em relação ao vírus da Covid-19, como o distanciamento, higienização e uso de máscara.

O documento intitulado “Orientações no Contexto de Pandemia da Covid-19”, destaca seis medidas que serão adotadas pela diocese, sendo elas:

1. As celebrações e reuniões ficam suspensas a partir de 05 até o dia 22 de janeiro, inclusive;

2. As igrejas, onde for possível, permaneçam abertas para as visitas ao Santíssimo Sacramento e às orações pessoais dos irmãos

3. Os párocos providenciem a transmissão a transmissão das celebrações online, auxiliados por uma equipe estritamente necessária;

4. A Cúria funcionará somente para os serviços internos. Não haverá atendimento externo;

5. As Secretarias das Paróquias e Áreas Missionárias estejam abertas para ajudar na orientação dos fiéis.

6. As celebrações com a participação dos fiéuis poderão voltar a acontecer no dia 22 de janeiro, se as prescrições não forem prorrogadas.

 

Confira o documento na íntegra

 

 

Anúncio