Cidades do AM estão abaixo de 70% de imunização

Mesmo com o avanço da vacinação, as cidades do Amazonas ainda estão abaixo da cobertura mínima para evitar a propagação da Covid, conforme as autoridades sanitárias

Manaus – Apesar do avanço da imunização, nenhum município alcançou a cobertura mínima da população vacinada com a primeira e segunda doses para garantir uma barreira sanitária eficaz. De acordo com o infectologista Nelson Barbosa, a imunidade só será atingida quando mais de 70% da população for vacinada.

“Por que a imunidade de rebanho não funcionou com o coronavírus? Porque ele modifica uma proteína chamada Spyke, que penetra na nossa célula, e surgem novas variantes”. Barbosa destacou que a imunidade de rebanho pela infecção da doença falhou em todo o País e que a única maneira é pela imunização contra a doença, além da adoção de medidas sanitárias pela população.

“O que vai funcionar nesse caso mesmo? Vai funcionar quando mais de 70% da população brasileira, amazonense, mundial tiver vacina. Aí sim nós vamos ter condições de erradicar essa doença. É claro que vai demorar um pouco, portanto enquanto a população não tiver vacinada, o risco existe”, disse o infectologista.

Especialistas apontam que a cobertura vacinal idela é de 70% da população (Foto: Divulgação)

Manaus, já vacinou 1.067.599 pessoas, sendo 76,7% primeira dose e 42,0% segunda dose. A Prefeitura disponibiliza 186 postos de vacinação para a população, em todas as zonas da capital. Pessoas de 44 anos ou mais já podem se imunizar.

A vacinação no interior segue avançando. Manacapuru, Novo Airão e Parintins já realizaram mutirões em busca da vacinação em massa. Depois da capital, a cidade com maior número de imunização entre 1ª e 2ª dose é Parintins (a 369 quilômetros a leste de Manaus), com 52.896 imunizantes aplicados.

De acordo com os dados da Fundação de Vigilância Sanitária do Amazonas (FVS-AM), dos 62 municípios do interior, o número de aplicações dos dez primeiros varia entre 52 mil e 27 mil doses. São eles: Parintins (52.896), Itacoatiara (40.294), Manacapuru (36.053), Maués (32.192), Tefé (30.016), Benjamin Constant (29.927), Iranduba (29.388), Tabatinga (28.783), Manicoré (28.492) e São Gabriel da Cachoeira (27.655).

Destas cidades, a que mais se aproxima da imunidade é Benjamin Constant (a 1.121 quilômetros a oeste de Manaus), que possui 43.935 habitantes e já vacinou 29.927, para alcançar a imunidade precisa vacinar cerca de 30.754 pessoas. Serão necessárias pouco mais de 800 doses para atingir o percentual mínimo.

Anúncio