Começa vacinação para idosos de 62 anos, em Manaus

Idosos com 62 anos, com e sem comorbidades, compareceram aos postos de vacinação para garantir a imunização contra o coronavírus

Manaus – Mais um grupo prioritário começou a ser vacinado contra a Covid-19 na manhã desta segunda-feira (15), em Manaus. Idosos com 62 anos, com e sem comorbidades, compareceram aos postos de vacinação para garantir a imunização contra o coronavírus.

O prefeito de Manaus, David Almeida, esteve em um dos pontos de vacinação, localizado na Avenida Mário Ypiranga, e atuou na orientação das pessoas que chegavam para se vacinar. No local, ele comentou sobre o projeto em votação na Câmara Municipal de Manaus (CMM) para aquisição de vacinas para a população da capital.

“Já fiz contato com o presidente da Câmara e alguns vereadores. Muito provavelmente será aprovado ainda nesta tarde, para que possamos adentrar no consórcio de prefeitos do Brasil, para podermos negociar a compra e aquisição de vacinas”, disse o prefeito.

David Almeida também informou que a cidade já possui orçamento destinado para a compra dos imunizantes. “Nós temos recursos para isso, para que sejam utilizados na aquisição dessas vacinas”.

Grupos prioritários

Acerca da vacinação dos grupos prioritários, o prefeito comentou sobre o processo acelerado da vacinação em Manaus. “Nós temos doses suficientes e até sábado (20) toda a população de 60 anos para frente será vacinada. O Brasil ainda está vacinando (idosos) 80 anos e nós estamos vacinando 60 (anos). Chegando mais, avançaremos para o grupo de 50 anos”, explicou.

Para Almeida, novos grupos prioritários já são estudados para a próxima etapa. “Professores, policiais e demais profissionais da linha de frente serão priorizados assim que chegarem mais vacinas, sendo inclusos no próximo grupo prioritário, que é a fase três da vacinação”, garantiu.

Esperança

O prefeito também falou sobre a experiência de ver uma parcela da população imunizada contra a Covid-19. “Esse é o segundo posto que compareço hoje, vendo esse povo alegre e feliz. A vacina é a nossa esperança, a saída que esperávamos para voltarmos a ter a nossa vida normalmente”, declarou.

O pedido de vacinação em massa não passou em branco entre as pessoas que iam se imunizar na unidade. “Graças a Deus, estou bem de saúde e corro todos os dias, mas precisamos de vacinas para todos, já”, comentou uma das presentes no local de vacinação.

A valorização da saúde do País, em um momento tão complicado, também foi lembrada. “Viva o Sus, viva a vacina. Enfim esse momento chegou para que possamos nos imunizar”, comemoravam as pessoas.

Anúncio