Covid-19: SPA do Coroado prioriza atendimento para pacientes jovens

Denúncia é de familiares de pacientes idosos em estado grave que aguardam, há dias, a transferência para UTIs

Manaus – Familiares denunciam que o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro Coroado, zona leste de Manaus, está priorizado pacientes mais jovens e com estado de saúde estável, e deixando pacientes em estado grave nos leitos sem respiradores. Dois pacientes com mais de 80 anos estão internados há 4 dias no local e esperam a transferência para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), mas segundo os familiares, a prioridade é para pacientes mais novos que chegaram recentemente ao SPA.

Testado positivo para a Covid-19, Arnaldo Brasil, 89, está internado em estado grave apenas com com um balão de oxigênio, sem respirador (Foto: Divulgação)

Segundo a assessora jurídica Maria Daniele Brasil de Almeida, 32, o seu pai, Arnaldo Bentes Brasil, 89, foi ao hospital na terça-feira (28) e, no mesmo dia, fez o teste rápido para a Covid-19 e deu positivo. Para ela, não houve atendimento médico adequado no local.

“Meu pai chegou andando e falando na terça-feira. Ele fez o exame e deu positivo. Não tinha remédios, eu que tive que comprar com meu dinheiro. Mas pela falta de atendimento adequado, ele piorou e, em três dias, o estado de saúde ficou grave e meu pai está apenas com um balão de oxigênio, sem respirador. Vários outros pacientes entraram no hospital depois e já foram transferidos. Eles estão dando prioridade para quem tem mais chance de sobreviver e os mais velhos vão deixar morrer”, declara Maria Daniele.

A assessora jurídica disse ainda que vários outros pacientes mais novos chegaram ao local depois de seu pai e foram transferidos para UTIs.

“A direção falou que só vai transferir quem estiver estável, pois não há ambulância equipada para transferir pacientes em estado grave. Eles querem deixar meu pai morrer aqui, sem atendimento”, afirma a filha do paciente.

Também diagnosticado com Covid-19, Raimundo Soares, 80, permanece no SPA do Coroado em estado grave, à espera de ser transferido para uma UTI (Foto: Divulgação)

No local há outro paciente, chamado Raimundo Soares, 80, também com resultado positivo para Covid-19. Os familiares disseram que ele está no local desde segunda-feira (27), e como tem idade avançada e está em estado grave, permanece no local sem atendimento adequado e à espera de ser transferido para uma UTI.

Maria Daniele contou que uma senhora com mais de 80 anos esperou por 10 dias para ser transferida, mas não resistiu e acabou morrendo.

“Chegou um homem aqui de 38 anos e, em menos de 24 horas, foi transferido. Meu pai está morrendo e no hospital ninguém toma uma providência. É algo desesperador! A gente se sente impotente nesses casos de ver um parente nosso morrendo e não podemos fazer nada”, lamentou a assessora jurídica.

Nota da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam):

A direção da unidade informa que o paciente deu entrada no dia 28/4 e não há quatro dias. A transferência dele foi inserida no sistema de regulação.

As transferências entre unidades são processadas pelo sistema de regulação, seguindo critérios médicos e a disponibilidade de vaga. A unidade nega que tenha feito outras transferências em detrimento da do paciente.

A direção ressalta ainda que todos os pacientes com síndromes gripais que têm acesso à unidade fazem uso de máscaras, assim como os profissionais de saúde, que utilizam Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Anúncio