Hospital de campanha na Nilton Lins será desativado; ala para indígenas será mantida

Desativação está prevista para esta segunda-feira (6)

Manaus – Nesta segunda-feira (6), o Hospital de Combate à Covid-19 na Nilton Lins será desativado pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam). A unidade manterá a ala destinada a pacientes indígenas. A justificativa é a redução do número de internações e óbitos pelo novo coronavírus. A Susam trabalha na reorganização da rede de saúde do Estado.

A unidade de saúde foi aberta em 18 de abril para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus (Foto: Divulgação/Secom)

O hospital, com quase três meses de funcionamento para tratar pacientes com Covid-19, foi aberto no dia 18 de abril. Desde a última sexta-feira (3), a Susam iniciou a reestruturação dos atendimentos no local e transferiu 14 pacientes para outras unidades de saúde do Estado, como o hospital Delphina Aziz, na zona norte, e o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na zona leste da cidade.

De acordo com dados atualizados até às 11h de sábado (4), sete pacientes ainda estavam internados no Hospital na Nilton Lins, três indígenas e quatro não indígenas, todos em leitos clínicos.

Com o encerramento do funcionamento do hospital, toda a estrutura de equipamentos disponibilizada pelo governo do Amazonas será redistribuída nas unidades da rede estadual de saúde para garantir a continuidade dos atendimentos.

Anúncio