Mandetta diz que se estivesse em Manaus estaria preocupado

A capital amazonense está entre as cidades brasileiras com o maior número de casos de infecção e óbitos por Covid-19

Brasília  – Durante entrevista coletiva on-line na tarde desta terça-feira (7), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que “se estivesse em Manaus estaria preocupado”, ao relacionar as cidades brasileiras onde o novo coronavírus tem se espalhado e o não cumprimento total da ordem de isolamento social, medida adotada para que não haja uma maior proliferação da doença.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, sobre as ações de enfrentamento a Covid-19 no país (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Amazonas hoje está em os estados com situação mais crítica, tanto pelo número de infectados quanto pelo número de óbitos. De acordo com dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), nessa terça o estado alcançou a marca de 636 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 23 óbitos causados pela Covid-19. Ainda de acordo com a FVS, outros 120 pacientes aguardam o resultado de exames.

 

Anúncio