Marcelo Serafim contesta eficiência de respiradores adquiridos pelo Estado

Em vídeo, o vereador aponta, ainda, um suposto superfaturamento do produto que, geralmente, custa R$ 15 mil e foi comprado por R$ 100 mil, cada

Manaus – No início da noite deste sábado (18), o vereador Marcelo Serafim gravou um vídeo no qual questiona a eficiência dos respiradores adquiridos pelo governador Wilson Lima para equipar o hospital de retaguarda do Estado, montado no Hospital Nilton Lins, bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul da capital. Ainda segundo o vereador, o aparelho da marca Resmed que custa, geralmente, R$ 15 mil foi adquirido por R$ 100 mil, cada.

“Quero fazer um alerta ao governador. Eles não são respiradores de fato, eles são utilizados em ambulâncias, em transporte de pacientes, mas não para ventilação avançada como precisamos neste momento”, diz Serafim.

Ainda no vídeo, o vereador afirma, apresentando nota fiscal, que os produtos foram adquiridos por R$ 100 mil nesses ventiladores, quando eles custam em torno de R$ 15 mil, cada. “Além de o senhor não estar colocando o equipamento certo, o senhor está pagando sete vezes o valor efetivo do ventilador. Não aproveite este momento para fazer negócios para os seus amigos. Isso é grave. Isso dá prisão”, finalizou.

Em pesquisa realizada pela equipe de reportagem do GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC), o equipamento adquirido pelo governo do Estado é um BiPAP (Bilevel Positive Pressure Airway) e é indicado para ventilação não invasiva, diferentemente do que determina o Ministério da Saúde (página 32 das Diretrizes para diagnóstico e tratamento da Covid-19) com relação ao manejo de pacientes com insuficiência respiratória aguda.

O GDC solicitou, via e-mail, explicações a respeito da denúncia junto a Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) e aguarda resposta.

Nota fiscal de aquisição dos produtos (Foto: Divulgação)

 

Anúncio