Monitoramento de passageiros que desembarcam no Porto de Manaus inicia na próxima semana

Objetivo é identificar e isolar casos suspeitos e confirmados de Covid-19, para o acompanhamento de variantes do novo coronavírus

Manaus – A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) inicia na próxima semana o monitoramento de passageiros que desembarcarem no Porto de Manaus, com objetivo de identificar e isolar casos suspeitos e confirmados de Covid-19, para o acompanhamento de variantes do novo coronavírus. As estratégias são alinhadas com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa).

Para a ação, foram disponibilizados 20 profissionais que passaram por treinamento para realizar a abordagem aos passageiros, aplicação dos testes de antígeno e também do tipo RT-PCR; bem como a notificação de casos positivos. As equipes serão divididas em turnos de oito horas.

“A partir da definição dessas equipes, nós vamos atuar também em parceria com os municípios, entendendo que nós temos o porto aqui de Manaus, mas temos um porto importante que é no município de Itacoatiara. Então, essa parceria também tem que ser estendida para esses profissionais desses municípios”, observou o diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes.

Profissionais irão abordar os passageiros, aplicar os testes de antígeno e também do tipo RT-PCR (Foto: Divulgação / Secom)

No dia 31 de maio o trabalho de vigilância genômica iniciou no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, com equipes realizando a triagem e as testagens de passageiros de voos nacionais e internacionais.

“É uma ação da vigilância em saúde, a partir dos alertas emitidos pelo Ministério da Saúde, no risco de introdução de novas variantes. Já implantamos no Aeroporto Eduardo Gomes e vamos estender para os portos, uma vez que nós recebemos muitas embarcações, inclusive com bandeiras estrangeiras”, acrescentou Cristiano.

O coordenador regional da Anvisa, Jerfeson Caldas, ressaltou que o monitoramento de viajantes vindos do exterior já era realizado, e que a parceria com a FVS-AM vai possibilitar a ampliação do trabalho.

“O foco tem sido de viajantes estrangeiros, mas como nós também temos muitos viajantes que fazem trânsito em outros locais, outras cidades, eles serão avaliados, passarão a ser testados para identificação de novas variantes. E devemos focar exatamente naquele viajante que vem de outros Estados, no caso do Pará e de Rondônia, que são dois pontos que concentram outras pessoas que vêm de outros Estados”, detalhou Caldas.

Testagens

De acordo com Cristiano Fernandes, duas estratégias de testagem serão adotadas no Porto de Manaus. “O teste antígeno, que é um teste mais rápido, que detecta a partícula viral, ou seja, o paciente na fase aguda da doença; e também vamos trabalhar com o RT-PCR para vigilância genômica. Nós vamos definir a sequência genética para identificar as possíveis variantes que eventualmente forem introduzidas, a partir desses pacientes com Covid-19”, explicou.

blank

Passageiros que desembarcarem no Porto de Manaus serão monitorados a partir da próxima semana (Foto: Divulgação / Secom)

Vacinação

A vacinação dos aeroportuários contra a Covid-19 iniciou no dia 28 de maio, pelos profissionais do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, conforme definição de grupos prioritários orientados pelo Ministério da Saúde.

Os profissionais que atuam nos portos e em pontos relacionados ao transporte terrestre também serão incluídos nas próximas etapas da campanha de vacinação.

Anúncio