MPT do Amazonas destina R$ 325 mil para a Cáritas Arquidiocesana de Manaus

Pessoas em situação de vulnerabilidade social na capital serão beneficiadas com verbas de indenizações trabalhistas

Manaus – O Ministério Público do Trabalho do Amazonas (MPT/PRT11) requereu, e a Justiça deferiu, duas destinações no montante de R$ 325.012.40 para a instituição Cáritas Arquidiocesana de Manaus.

A primeira destinação, no valor de R$ 150 mil, tem como objetivo “mobilizar a doação de recursos, itens de higiene pessoal, alimentos não-perecíveis, entre outros artigos para a população em vulnerabilidade social, para o enfrentamento dos efeitos da crise de saúde e social causada pela pandemia de Covid-19”, via ação da instituição Cáritas Arquidiocesana de Manaus, a qual mantém a ‘Campanha Solidária Puxirum Manauara’.

A segunda destinação, no valor de R$ 175.012,40, será utilizada para o projeto de apoio financeiro a famílias em situação de vulnerabilidade social na cidade de Manaus (nacionais e migrantes), com o custeio de aluguel social pelo prazo de até três meses.

(Foto: Divulgação)

Essas duas estratégias de atuação pretendem diminuir os efeitos socioeconômicos que estão sendo vivenciadas pelos pequenos trabalhadores autônomos e migrantes, decorrentes da paralisação e suspensão temporária de suas atividades laborais.

Instituição Cáritas no Brasil

A Cáritas Brasileira, fundada em 12 de novembro de 1956, é um organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Está organizada em uma rede com 187 entidades-membro disposta em 12 regionais e cinco articulações regionais.

Anúncio