PGR pede inquérito para investigar Wilson Lima por compra de respiradores em adega

Informação é do site O Antagonista. Os produtos deveriam ser usados no tratamento de pacientes com Covid-19, mas não são adequados

Manaus – A compra de 24 ventiladores hospitalares pelo governo do Amazonas, no valor de R$ 2,9 milhões, pode virar alvo de inquérito no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). A informação é do site O Antagonista.

O governador Wilson Lima (Foto: Divulgação/Semcom)

O intuito da compra dos produtos era usá-los no tratamento de pacientes com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, mas de acordo com o Ministério Público de Contas, os ventiladores hospitalares não são adequados para esse tipo de tratamento.

A venda do equipamento, lembra O Antagonista, foi realizada pela adega de vinhos Vineria Adega (cuja razão social é FJAP e Cia.) com sobrepreço de 316%. De acordo com apuração do site, a PGR identificou um possível envolvimento de Wilson Lima, governador do Amazonas, no caso.

Nesta segunda-feira (27), o Estado apresenta um total de 3.928 casos da doença e de 320 mortes. Mesmo com esses altos índices e denúncias constantes de profissionais da saúde sobre as condições de trabalho, Wilson Lima chegou a declarar que “a situação está sob controle”.

PGR pede inquérito para investigar Wilson Lima por compra de respiradores em adega#D24AM #InteragindoComANotícia #Credibilidade

Posted by D24am on Monday, April 27, 2020