Público deve ficar atento ao uso correto do álcool em gel 70% em casa

Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas alerta quanto ao manuseio e armazenamento corretos deste material inflamável, que pode provocar acidentes e incêndios

Manaus – A lavagem correta das mãos com água e sabão ou com álcool em gel 70% são estão entre as maneiras de evitar a proliferação do novo coronavírus (Covid-19), mas o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) alerta quanto ao manuseio e armazenamento deste material inflamável e que pode provocar acidentes e incêndios.

O álcool em gel deve ser armazenado em local arejado, longe de fontes de calor e das crianças (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

“Em casa, dê preferência à lavagem correta das mãos com água e sabão. Na impossibilidade desse recurso, utilize o álcool líquido ou em gel 70% mantendo sempre a atenção e evitando manipular este material próximo ao fogão ou outras fontes de calor”, recomenta o 2º sargento Denis Wilson.

Quanto ao armazenamento, a atenção deve estar voltada principalmente para as crianças. “O álcool em gel não deixa de ser um produto inflamável. Ele deve ser armazenado em local arejado, longe de fontes de calor e das crianças”, informa o sargento.

Por que álcool 70%?

A 2ª tenente e farmacêutica Monique Credie explica que as razões para o uso desse material está na sua eficiência desinfetante. “Para o álcool conseguir fazer a destruição da estrutura lipídica e proteica dos patógenos, a gente precisa da água. Se usarmos o álcool 96%, por exemplo, ele vai evaporar muito rápido e não irá fazer todo o processo de destruição. Existe aquele pensamento de que se usar um produto mais forte ele vai funcionar melhor, mas, tratando especificamente do álcool, esse raciocínio não funciona e se formos utilizar um mais fraco como 46,2%, que encontramos no supermercado, ele não terá uma ação desinfetante eficaz”, diz a oficial de saúde.

A tenente Credie ressalta que, em casa, a lavagem das mãos com água e sabão deve ser a principal forma de higienização. “É extremamente importante ter o hábito de sempre lavar as mãos. Muitas pessoas começaram a focar no álcool em gel. O que aumentou a procura desse material, e a lavagem das mãos ficou como solução secundária. O álcool em gel é um produto fácil, podemos colocar dentro da bolsa e levar sempre conosco para limpar as mãos onde não seja possível lavar com água. Quem tiver o álcool em gel, faça uso dele, mas que ele não substitua a lavagem das mãos com água e sabão”, orienta a farmacêutica.

Em caso de acidentes

Para casos em que ocorram queimaduras, o 2° sargento Denis Wilson orienta que o local atingido seja lavado com água corrente ou com soro fisiológico. “Evite passar qualquer outro produto no ferimento e conduza a vítima para o pronto-socorro mais próximo e, em caso de emergência, ligue para 193”, afirma.

Anúncio