Saúde do Amazonas exige imediata intervenção federal

Estamos sendo dizimados com a total incapacidade de assistência do Estado aos seus cidadãos

Manaus – O Amazonas vive uma tragédia humana agravada pela falta de responsabilidade na gestão da Saúde pública estadual. O momento pede uma imediata intervenção do governo federal para conter o avanço das mortes. Estamos sendo dizimados com a total incapacidade de assistência do Estado aos seus cidadãos.

Além da falta de leitos, com doentes sendo atendidos nos corredores, a crise foi agravada com a falta de oxigênio, insumo básico para as unidades hospitalares, provocando a morte de pacientes de forma mais cruel. Sim, esta é uma situação de crueldade que o Governo do Amazonas está impondo aos seus cidadãos, não por falta de aviso.

Os especialistas já apontavam, em agosto, que teríamos uma segunda onda e houve tempo para o preparo das unidades. Sem coordenação, estamos assistindo a uma retomada avassaladora dos casos e contando diariamente os nossos mortos, entre conhecidos, amigos e parentes.

A situação do Estado exige uma imediata intervenção federal na Saúde para evitar que mais vidas sejam ceifadas pela completa falta de gestão. Este é um apelo da sociedade amazonense sacrificada pelos desmandos na Saúde, setor primordial, mas envolto em escândalos e desvios sob apuração de instituições federais.

Intervenção federal já!

Anúncio