Semsa e FVS-AM esclarecem sobre aplicação de doses da AstraZeneca vencidas em Manaus

Nesta sexta-feira (2), dados divulgados pelo jornal “Folha de S. Paulo” apontam que que no Amazonas foram aplicadas 594 doses vencidas da AstraZeneca, sendo 84 em Manaus

Manaus – Reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (2) aponta que no Estado do Amazonas foram aplicadas 594 doses vencidas da vacina AstraZeneca, sendo 84 em Manaus. Os dados indicam que o problema ocorreu com doses de oito lotes da vacina contra a Covid-19. Segundo o jornal, ao menos 26 mil pessoas no Brasil podem ter recebido doses vencidas do imunizante.

(Fotos: Valdo Leão / Semcom)

Notas

Por meio de nota a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) informou que, desde o início da campanha de imunização contra a Covid-19, não houve registro de lotes vencidos na Divisão de Imunização do Município (Divim), nem a aplicação de qualquer dose fora do prazo de validade.

A secretaria esclareceu que todos os lotes recebidos são devidamente registrados nos sistemas de informação, onde também são cadastrados os dados do vacinado, local e hora da aplicação da dose, além dos dados do vacinador. As informações são repassadas ao Ministério da Saúde, para monitoramento e transparência do processo de vacinação. A Semsa disse ainda que vai apurar, junto ao DataSus, a possibilidade de erros nos registros no sistema do Ministério da Saúde.

Em caso de dúvidas, os usuários podem abrir manifestação junto à Ouvidoria Municipal do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do telefone 0800-092-1603 e 98842-6835, exclusivo para mensagens de WhatsApp.

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) também esclareceu por meio de nota que todos os lotes de vacina que foram encaminhados pelo o Ministério da Saúde, via Programa Nacional de Imunização (PNI), foram distribuídos em tempo oportuno aos municípios, que são os responsáveis pelo armazenamento, aplicação e informação oficiais do Ministério da Saúde.

A FVS-AM afirma que realiza o monitoramento junto às Secretarias Municipais de Saúde em relação ao controle de estoque de vacina, de acordo com lote e data de vencimento e, não há registro, por estas secretarias, de aplicação de doses com data de validade vencida.

No entanto, a coordenação estadual do PNI está monitorando, junto aos municípios, para verificar se pode ter ocorrido falha de registro no sistema de informação; e quais as medidas que serão estabelecidas a partir do resultado desta análise.

Anúncio