Wilson Lima amplia medidas restritivas no combate ao coronavírus no AM

Novo decreto proíbe o transporte rodoviário intermunicipal e interestadual de passageiros, permite o fechamento de estabelecimentos de serviços não essenciais e autoriza a detenção de pessoas que estejam circulando pelas ruas

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou neste sábado (4), em entrevista a veículos de comunicação nacionais e locais e em live nas redes sociais do Governo do Estado, que assina hoje novo decreto proibindo o transporte rodoviário intermunicipal e interestadual de passageiros.

(Foto: Divulgação)

Para conter o ritmo de crescimento de casos, o governador disse que vai proibir o transporte de passageiros em rodovias estaduais e federais do Amazonas, assim como já proibiu o transporte hidroviário de passageiros. Wilson Lima disse que as forças de segurança intensificarão a fiscalização nas ruas, com a orientação de deter pessoas e fechar e multar estabelecimentos comerciais não essenciais que não estejam cumprindo com o decreto de distanciamento social, que proíbe a aglomeração de pessoas.

“Aqui no Amazonas nós fechamos as escolas e as aulas daqui estão sendo transmitidas através dos canais de TV aberta. Nós também fechamos os comércios e deixamos só aqueles de serviços essenciais. As embarcações estão proibidas de levar passageiros e nas próximas horas vou baixar um decreto para impedir também o transporte de passageiros em ônibus coletivos, táxis e lotação pelas nossas estradas federais e estaduais. Isso tudo porque a situação é muito grave e se as pessoas não ficarem em casa, se a gente não limitar o trânsito dessas pessoas, os casos vão chegar com uma rapidez muito maior e comprometer mais ainda o sistema de saúde”, disse o governador.

Anúncio