Wilson Lima quer Copa América em meio à Covid-19

A cidade vive a possibilidade de uma terceira onda da Covid-19

Manaus –  Após a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmar, na manhã desta segunda-feira (31), que a Copa América de 2021 será sediada pelo Brasil, o governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou que tem interesse em receber jogos da competição.

O governador eleito, Wilson Lima, e o vice-governador eleito, Carlos Almeida, se reuniram com futuros secretários, chefes de autarquias, e equipe de transição (Foto: Divulgação)

Com o aumento de número de casos de Covid-19, o Amazonas vive o risco de uma possível terceira onda, já alertada por especialistas. Mesmo assim, Wilson Lima disse nesta segunda-feira (31), em entrevista à CNN,  que “tem todo interesse” em receber jogos da Copa América no Estado.

Segundo publicação do Antagonista, durante a entrevista, o governador disse que não vê problemas na realização do torneio, mesmo diante o risco anunciado na pandemia. “O Amazonas está numa condição de estabilidade e, se seguirmos todos os protocolosnão vejo problema”, afirmou Wilson.

“A Copa América de 2021 será disputada no Brasil. As datas de início e finalização do torneio estão confirmadas. As sedes e a tabela serão informadas pela Conmebol nas próximas horas”, disse a Confederação Sul-Americana de Futebol em sua conta no Twitter. Também pela rede social, o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e à CBF por “sediar o torneio de seleções mais antigo do mundo”.

A Copa América ocorrerá entre os dias 13 de junho e 10 de julho, com a participação de 10 seleções divididas em dois grupos. Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai estão no Grupo A. Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela formam o Grupo B.

Anúncio