Águas de Manaus inicia 2019 notificada pela Ageman

O ano acabou de começar e a Águas de Manaus já recebeu cinco notificações por falhas nos serviços de abastecimento de água e esgoto pelo órgão regulador local de serviços

Manaus – Somente este ano, a Águas de Manaus já recebeu cinco notificações por falhas nos serviços de abastecimento de água e esgoto pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman). Em todo o ano passado, foram emitidas 40 notificações da agência à concessionária da capital amazonense.

Atraso na entrega das faturas mensais, cobranças a partir da média de consumo e corte irregular de abastecimento foram algumas dos problemas enfrentados pelos usuários.

Os problemas chegam à agência reguladora por meio de denúncias e reclamações registradas pelos usuários na Ouvidoria e também na sede da Ageman.

Umas das notificações aconteceu no quarto dia do ano com relação ao atraso na entrega das faturas mensais, cobranças a partir da média de consumo e dificuldade nos acessos aos serviços online disponibilizados no site e também pelo número 0800 0920195.

Após as notificações, a empresa tem cinco dias para apresentar esclarecimentos das denúncias e caso a justificativa da concessionária não seja coerente, ela pode ser advertida e até multada.

Após as notificações, a empresa tem cinco dias para se pronunciar. (Foto: Eraldo Lopes/RDC)

Os moradores da Comunidade Jardim São Luís, no bairro Colônia Terra Nova, zona norte de Manaus, tiveram o abastecimento restabelecido no último dia 16, após a notificação da Ageman que notificou e cobrou providências da Águas do Amazonas obrigando a concessionária a concluir o serviço, iniciado em 2018, de reforço de rede que se estendeu por quase dois quilômetros pelas vias do bairro. Foram instaladas tubulações de até 200 milímetros, o que fez aumentar a vazão da água, sanando o desabastecimento.

Além de regularizar o abastecimento aos moradores do Jardim São Luís, a concessionária deverá ressarcir os consumidores pelas contas pagas no período que ficaram sem água. Todos os casos estão sendo analisados pelo setor comercial da empresa. Usuários com restrições de crédito devido ao não pagamento das faturas sairão da condição de negativado.

Somente este ano, já foram cinco notificações contra a concessionária de água e esgoto. De março a dezembro de 2018, foram emitidas 40 notificações e três advertências, segundo a Ageman.

Em todas as notificações, é solicitado que a empresa preste informações sobre a ocorrência dos fatos e tome as providências a fim de garantir a solução do problema.

“Paralelo às notificações, a Ouvidoria da Ageman registrou, em 2018, 800 reclamações de usuários, a maioria por cobrança indevida que são os casos mais comuns, no entanto, muitos desses casos se dão em decorrência de vazamentos imperceptíveis o que faz aumentar os valores das contas”, destacou em nota a agência reguladora.

Resposta

A Águas de Manaus informou por meio de nota que procura apresentar soluções para todas demandas que chegam ao conhecimento da concessionária por meio da Ageman. “A empresa tem tomado as providências necessárias para responder as notificações dentro do prazo estipulado pela Agência Reguladora, sempre resolvendo as situações da melhor forma possível, causando o menor transtorno aos nossos clientes”, afirmou.

A empresa agradece, ainda na nota, a “compreensão da população” e destaca a importância do registro de qualquer tipo de ocorrência que necessite atuação da empresa, nos canais oficiais de relacionamento com o cliente, nos pontos físicos dos PACs (Alvorada, Compensa, Cidade Nova/Sumaúma, São José, Cidade Leste, ViaNorte e Shopping T4) e loja da Rua Leonardo Malcher, 1237, Centro (de segunda a sexta, das 7h às 17h) ou nos canais disponíveis 24h por dia: SAC 0800 092 0195 e internet.