Amazonas abre mais de 1,6 mil vagas formais, em junho, diz Caged

No Amazonas, seis, dos oito setores da economia, tiveram saldo. A indústria de transformação foi a principal responsável com abertura de 509 postos

Manaus – Pela segunda vez consecutiva, o Amazonas tem um mês de junho com resultado positivo entre demissões e contratações, gerando 1,6 mil vagas formais, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do governo federal, divulgados nesta quinta-feira (25).

Em junho, o País gerou 48,4 mil empregos com carteira assinada, o melhor junho, desde o igual mês de 2013 (embora bem longe do saldo daquele mês e ano, quando foram gerados 123,8 mil vagas formais).

A indústria de transformação foi a principal responsável com abertura de 509 postos (Foto: Raquel Miranda/GDC)

No Amazonas, seis, dos oito setores da economia, tiveram saldo. A indústria de transformação foi a principal responsável com abertura de 509 postos. Também tiveram resultado positivo construção civil (406), serviços (309), comércio (297), serviços industriais de utilidade pública (138) e agropecuária (33).

No País, o saldo de 48,4 mil empregos de junho decorre de 1,246 milhão de admissões e 1,199 milhão de demissões. O resultado foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 23 mil postos, seguido pela agropecuária (22,7 mil vagas).

Já a indústria de transformação nacional fechou 10,9 mil vagas em junho, enquanto o comércio teve fechamento líquido de 3 mil vagas. O salário médio de admissão teve alta real de 1,57% em junho de 2019 ante junho de 2018, para R$ 1,6 mil.

Anúncio