Amazonprev dá ultimato para recadastramento dos nascidos em março

Após o período, os vencimentos serão sustados até a regularização, conforme a Lei Complementar 30/2001

Manaus – Um total de 529 aposentados e pensionistas do Fundo Previdenciário do Estado do Amazonas (Amazonprev) nascidos no mês de março terão seus benefícios suspensos caso não efetuem o recadastramento anual e obrigatório até o dia 15 de abril, data de fechamento da folha de pagamento.

Após esse período, os vencimentos serão sustados até a regularização, conforme a Lei Complementar 30/2001. Para garantir a manutenção dos salários em dia, o segurado deve comparecer na sede da Amazonprev, na Rua Visconde de Porto Alegre, 486, Centro, portando RG, CPF e comprovante de residência. O processo é rápido e pode ser feito de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 13h.

No primeiro trimestre do ano, apenas 612 segurados, de um universo de 7.414 beneficiários com aniversários em janeiro, fevereiro e março, não se recadastraram e tiveram seus vencimentos sustados. “Desse total, pouco mais de 10% ainda precisa atualizar seus dados e prova de vida. Nossa missão é estabelecer um mínimo possível como forma de reduzir essa estatística”, comenta o presidente da fundação, André Luiz Zogahib.

No primeiro trimestre do ano, apenas 612 segurados, de um universo de 7.414 beneficiários com aniversários em janeiro, fevereiro e março, não se recadastraram e tiveram seus vencimentos sustados (Foto: Divulgação)

Mas, os números têm revelado que o número de não recadastrados vêm diminuindo mês a mês. Para se ter uma ideia, em janeiro, por exemplo, eram 3,4 mil que não atualizaram seus cadastros junto à fundação. Esse montante correspondia ao período de setembro a dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Já em fevereiro foi observada uma redução de 1,7% com apenas 61 segurados não recadastrados: um alcance de 98,3% do acumulado trimestral.

“Com a intensificação de campanhas nas mídias sociais, jornais e rádios, no final de janeiro, o número de aposentados e pensionistas sem recadastramento caiu para 2,3 mil. Mas esses números ainda incomodavam e, graças a uma comunicação mais incisiva, conseguimos reduzir de 3,4 mil para 61 o número de beneficiários sem recadastramento”, detalhou Zogahib.

Guia rápido

Quem é obrigado a recadastrar?

Conforme estabelecido em lei, a prova de vida é obrigatória para todos os beneficiários da Amazonprev, sob pena de suspensão de pagamento no caso da não realização do procedimento.

Onde fazer a comprovação?

Para os residentes em Manaus, diretamente na Amazonprev; e no interior, nas sedes da Seduc. Quem mora fora do Estado deve seguir as orientações no portal da fundação clicando aqui.

O que levar?

Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência.