Após 3 anos de reajustes de preço, etanol deixa de ser opção no Brasil

De dezembro de 2018 até hoje, etanol ficou 84% mais caro, enquanto a gasolina comum, sua concorrente, subiu 53%

São Paulo – Em dezembro de 2018, o motorista de qualquer estado do país que dirigia um carro flex, não tinha razão para escolher a gasolina. Três anos depois, o álcool, ou etanol, 84% mais caro após 36 meses, deixou de ser vantagem em todos os cantos do Brasil.

De dezembro de 2018 até hoje, etanol ficou 84% mais caro, enquanto a gasolina comum, sua concorrente, subiu 53%  (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O preço médio do etanol nos postos estava em R$ 2,828 e representava 64% do valor da gasolina comum (R$ 4,365). A conta simples que donos de veículos flex sabem de cor é que se a divisão do preço do álcool pelo da gasolina ficar acima de 0,7 (70%), é melhor botar a segunda opção. Essa proporção atualmente está em 0,77.

Anúncio