Auxílio Merenda em Casa 2021: alunos começam a receber o benefício nesta semana

Governo de São Paulo iniciou os pagamentos do benefício para mais de 900 mil alunos em abril. Auxílio engloba apenas os estudantes da rede estadual

São Paulo – O Governo de São Paulo anunciou na terça-feira (6) a retomada dos pagamentos do Auxílio Merenda em Casa, benefício criado em 2020 para compensar a falta de merenda escolar no período da suspensão de aulas presenciais.

O benefício é voltado para as famílias mais vulneráveis do Estado de São Paulo, e visa garantir uma alimentação saudável, abrangente e balanceada para os alunos da rede pública, sem prejudicar a economia familiar no período em que os estudantes permanecem em casa.

Pagamentos do Auxílio Merenda em Casa foram retomados nesta semana no Estado de São Paulo (Foto: Divulgação)

A criação do Auxílio Merenda em Casa

O Governo de São Paulo anunciou a criação do programa Merenda em Casa em 2020, devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 e a suspensão das aulas presenciais na rede pública de ensino.

A medida emergencial veio para garantir a alimentação dos alunos enquanto estiverem em casa. É importante salientar que o benefício engloba apenas os estudantes da rede estadual, não estando disponível para famílias com alunos matriculados em escolas ou creches municipais.

Os depósitos da retomada do programa começaram na quarta-feira (7), e não contam com um calendário específico de pagamentos. O Auxílio Merenda em Casa deve durar enquanto estiver em vigor a medida de quarentena estabelecida pelo Decreto 64.881, criado em março de 2020.

Os valores e pagamentos do Merenda em Casa

O valor do Auxílio Merenda em Casa é o mesmo para todos os beneficiários. Famílias com filhos matriculados na rede estadual recebem R$ 55 mensais por aluno. O pagamento é feito por meio do aplicativo bancário PicPay, assim como foram realizados os depósitos de 2020.

O benefício deve ser usado para suprir as necessidades alimentares e nutricionais das crianças e jovens durante o período da suspensão das aulas. Porém, as famílias têm autonomia para decidir como utilizar os recursos de acordo com suas necessidades. “O programa foi desenhado para que as famílias mais vulneráveis possam garantir a segurança alimentar das crianças e jovens”, afirmou a página do programa no site do governo de São Paulo.

Quem tem direito ao Auxílio Merenda em Casa?

O Auxílio Merenda em casa – cujos depósitos de 2021 começaram na quarta-feira (7) – é voltado para famílias residentes no Estado de São Paulo com crianças e jovens matriculados na rede estadual de ensino.

O programa contempla os beneficiários do Bolsa Família e unidades familiares inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal, com renda mensal de até R$ 178 por pessoa.

Para receber o auxílio é importante verificar a situação cadastral no Cadastro Único. As informações podem ser obtidas no aplicativo Meu CadÚnico ou nas unidades de atendimento do CRAS – com horários previamente agendados.

Não há limites de benefícios por família, já que os pagamentos são distribuídos de acordo com a quantidade de alunos matriculados nas escolas estaduais.

Como sacar o Auxílio?

Assim como em 2020, o saque do Auxílio Merenda em Casa PicPay será realizado por meio do aplicativo. O cadastro no app deve ser realizado pelo responsável pela família – que também deve sacar os valores.

Veja abaixo o passo a passo para sacar o Auxílio Merenda em Casa com o PicPay:

Baixe o aplicativo PicPay na Apple Store (para iOS) ou Google Play (para Android);

Crie uma conta com nome, CPF e data de nascimento;

Valide sua identidade com o envio de uma selfie e foto de documentos originais com foto;

Espere a confirmação da identidade;

Após a confirmação da selfie e documento o benefício já pode ser creditado na conta.

Para ter acesso aos pagamentos, não é preciso ter conta bancária ou cartão de crédito. O saque dos valores é autorizado em caixas eletrônicos da Rede 24 Horas, que também permitem transferências para outras contas – sem taxas adicionais.

Anúncio