Bolsonaro diz que vai sancionar autonomia do Banco Central

Proposta foi aprovada no Congresso Nacional e pode ser validada pelo chefe do Executivo até o dia 4 de março

Brasília – O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou que vai sancionar o projeto de autonomia do BC (Banco Central) na quarta-feira (24). A proposta foi aprovada no Congresso Nacional e pode ser sancionada pelo chefe do Executivo até o dia 4 de março. Ele poderá vetar dispositivos da nova lei.

Edifício-sede do Banco Central no Setor Bancário Norte. (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

Também para quarta, Bolsonaro anunciou a posse do deputado João Roma (Republicanos-BA) no Ministério da Cidadania. O parlamentar foi efetivado no cargo após o partido apoiar Arthur Lira (PP-AL) na eleição para a presidência da Câmara.

Leia mais: Bolsonaro cobra ‘transparência’ e questiona salários na Petrobras

O atual chefe da pasta, Onyx Lorenzoni, assumirá a Secretaria-Geral da Presidência, vaga aberta após a saída de Jorge Oliveira no fim do ano passado ao tomar posse como ministro do TCU (Tribunal de Contas da União).

Anúncio