Bolsonaro reafirma mudanças na Petrobras e pede previsibilidade

Presidente participou nesta sexta-feira de evento em Pernambuco e disse que população não pode ser surpreendida com reajustes

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta sexta-feira (19) que mudanças serão feitas na Petrobras, um dia depois de criticar a elevação do preço dos combustíveis realizada na véspera pela estatal.

Bolsonaro disse ainda que exige transparência daqueles que indica para cargos depois de criticar fala do presidente da Petrobras.(Foto: Marcos Corrêa/PR)

“Anuncio que teremos mudança sim na Petrobras”, disse o presidente durante viagem a Sertânia, em Pernambuco, para inauguração de uma obra. Bolsonaro, entretanto, afirmou que “jamais” vai interferir na estatal e não detalhou quais mudanças serão realizadas.

Leia mais: Petrobras aumenta preço da gasolina e do diesel nas refinarias

“Mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes”, disse ele. “Façamos mas com previsibilidade, é isso que queremos”, afirmou em visita a Sertânia, em Pernambuco. No local, Bolsonaro participou do acionamento de comportas do Ramal do Agreste.

Bolsonaro disse ainda que exige transparência daqueles que indica para cargos depois de, em transmissão ao vivo em suas redes sociais na véspera, criticar fala do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, que afirmou que eventual greve dos caminhoneiros não é um problema da estatal. O preço do diesel é a principal reclamação da categoria.

“Exijo e cobro transparência de todos aqueles que eu tive a responsabilidade de indicar”, afirmou.

Às 12h50, as ações preferenciais da Petrobras operavam em queda de 5,12%, ao passo que as ordinárias caíam 6,12%. No mesmo horário, o Índice Bovespa tinha queda de 0,39%.

ICMS

Na semana passada, o governo enviou ao Congresso um projeto de lei para alterar a forma de cobrança do ICMS (imposto estadual) sobre combustíveis. A ideia é definir um valor fixo, e não mais sobre a média de preços das bombas.