Cerveja deve ficar mais cara a partir de outubro

A empresa informou que a alteração faz parte de um movimento de estratégia da companhia

São Paulo – A empresa dona das principais cervejas do País, anunciou que deve  aumentar o valor das bebidas. A alteração faz parte de um movimento de estratégia da companhia.

(Foto: Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A empresa ainda não informou o valor do reajuste mas devem ser aplicadas somente no canal on trade, ou seja, bares e restaurantes. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) diz que o aumento “deve vir alinhado com a inflação acumulada nos últimos 12 meses que é em torno de 10%”.

Embora a empresa não associe o reajuste a inflação , o fato é que os custos de produção seguem em aumento.
Esse aumento do Custo de Produtos Vendidos (CPV) por hectolitro cresceu e saltou 18,8% no trimestre.

De acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), informado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cerveja para consumo no domicílio registrou aumento nos preços de 0,29% em agosto, 3,9% no ano e 7,62% no acumulado em 12 meses. Fora do domicílio sofreu elevação de 0,05% no mês, de 3,14% no ano e 5,94% no acumulado em 12 meses.

Anúncio