Codam aprova 39 projetos com mais 1,2 mil vagas no mercado de trabalho

Pauta com 39 projetos industriais está estimada em R$ 4,569 bilhões e 1.239 novos empregos no mercado de trabalho local no período de até três anos

Manaus – O Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) aprovou, com a retirada de pauta da proposta da Venttos Indústria e Comércio, uma pauta com 39 projetos industriais estimada em R$ 4,569 bilhões e 1.239 novos empregos no mercado de trabalho local no período de até três anos.

O projeto da Venttos, orçado em R$ 41 mil, com geração de 82 empregos, foi retirado de pauta para melhor análise técnica. A retirada da pauta gerou preocupação para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, e para o superintendente da Zona Franca de Manaus (ZFM), general Algacir Polsin. “A nossa preocupação é de como combater essa diminuição da mão de obra nas nossas indústrias e compensar, com algum outro setor, para que a gente siga gerando emprego e renda para a sociedade que precisa”, disse Veiga.

Os destaques da nova pauta aprovada pelo Codam foram o projeto da Samsung, no valor de R$ 2,795 bilhões, o equivalente a 61% do total de investimento, para a produção de fones de vídeo com sistemas inteligentes de áudio e televisores com tela de cristal; e o da Coimpa, estimado em R$ 1,248 bilhão para fabricação de produtos químicos, pastilha e outros, uma participação de 27,32%.

Codam aprovou 39 projetos com mais 1.239 vagas no mercado de trabalho (Foto: Divulgação/Sedecti)

Empregos formais

O mês de julho apresentou um crescimento tímido de 0,50% no estoque de emprego formal, se comparado com o mês anterior. Dentro da categoria, o setor de serviços registrou queda de 0,06%, enquanto que o comércio e a indústria de transformação subiram 0,82% e 1,51%, respectivamente, ainda se comparado com o mês de junho.

A arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de janeiro a julho deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, ainda teve um crescimento de 4,68% no valor, o que foi comemorado pelos especialistas.

Mesmo com a indústria tendo registrado uma queda de 4,99% devido à pandemia de Covid-19, os setores de comércio (15,2%) e serviços (3,93%) conseguiram sustentar o crescimento no valor geral. A expectativa da Secretaria do Estado da Fazenda do Estado do Amazonas (Sefaz) é que a arrecadação do ICMS feche o ano em saldo positivo.

PIM

Quanto ao faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM), de janeiro a maio de 2020 houve um ganho de R$ 36,9 bilhões, enquanto que no mesmo período de 2019 o lucro foi de R$41, 8 bilhões, uma redução de 11,59%. Os segmentos que mais faturaram no mês de maio foram os de eletroeletrônicos e bens de informática, que juntos somaram 49,95% do faturamento.

Entretanto, a mão de obra do PIM sofreu com a crise gerada pela pandemia da Covid-19. Comparando os meses de maio de 2019 e 2020, houve uma redução de trabalhadores de 3,81% entre os meses, que, segundo a Codam, foi causada pelo coronavírus.

Balanço

No acumulado do ano, o Codam captou investimentos de R$ 6,985 bilhões, em três reuniões realizadas em 2020. Até o momento, foram aprovados 130 projetos industriais, com expectativa de criação de 4.057 novas vagas no mercado de trabalho no período de até três anos.

Anúncio