Codam avalia investimentos de mais de R$ 4 bilhões, na próxima quarta-feira

Os destaques da pauta da reunião são três indústrias que representam a maior parcela de investimentos

Manaus  – Um volume de investimentos 4,569 bilhões, o maior registrado em uma única pauta nos últimos quatro anos, será avaliado pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), em reunião a ser realizada na próxima quarta-feira (26), na Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam).

(Foto: Divulgação)

Os destaques da nova pauta da reunião do Codam são a Samsung, com  88,5% (R$ 4.043.520.447,29) de todo o investimento previsto, o equivalente a  61,18% (R$ 2.795.261.943,13) do total da pauta de investimento, para a produção de fones de vídeo com sistemas inteligentes de áudio, e televisores com tela de cristal. Por sua vez, a Coimpa participa com 27,32% (R$ 1.248.258.504.16). A Tectoy também apresenta uma parcela representativa, investindo R$ 230.465.584,82 (5,04%).

A reunião híbrida do Codam acontece a partir das 10h da quarta-feira (26). Até o momento, o Codam aprovou investimentos de R$ 6,7 bilhões.

Marco na crise – Até então, a pauta com maior volume de investimentos tinha sido registrada em 2016, na  263ª reunião do Conselho, realizada em 1º de setembro daquele ano, com um total de recursos de R$ 3,213 bilhões.

Para dar uma dimensão do bom desempenho, em todo o ano de 2019, o Codam encerrou o exercício com a aprovação de 197 projetos industriais, que somaram recursos na faixa de R$ 5,705 bilhões e previsão de criação de 7.522 em pregos em até três anos.

Em 2018, o volume total de investimentos ao longo do ano foi de R$ 7,649 bilhões, com a implantação de 165 projetos industriais com previsão de abertura, a partir da implantação dos projetos aprovados, de 6.709 vagas no mercado de trabalho, no período de até três anos.

Balanço – A última reunião do Codam este ano, inteiramente virtual, foi realizada em 30 de junho, totalizando investimentos de R$ 1,639 bilhão, distribuídos por 55 projetos, dos quais 26 aprovados ad referendum, com previsão de geração de 3.113 empregos no período de até três anos.

Os destaques da pauta foram os projetos da empresa Abufari Coleta de Produtos Florestais para a produção de castanha-do-Brasil desidratada, com investimentos de R$ 956 mil, que vão demandar a contratação de 31 trabalhadores na cidade de Tapauá; e  o da empresa Matupi Fabricação de Laticínio, para a produção de queijo, no valor de aproximadamente R$ 1,8 milhão.

Anúncio