Com mais de 600 imóveis vendidos, Feirão da Caixa registra melhor resultado dos últimos três anos

Mais de dez mil pessoas passaram pela feira à procura de apartamentos em oferta pelas construtoras

Manaus – Mais de 690 apartamentos foram vendidos em três dias de Feirão de Imóveis neste fim de semana em Manaus. Os preços e taxas atrativas, somados à localização dos apartamentos foram responsáveis, segundo a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Amazonas (Ademi), pela melhor venda dos últimos três anos, no evento.

Mais de dez mil pessoas passaram pela feira. (Foto: Eliena Monteiro/ Divulgação)

Os apartamentos do evento patrocinado pela Caixa Econômica Federal (Caixa), eram voltados ao público do Programa ‘Minha Casa Minha Vida’ e servidores públicos. Ao todo, R$ 105,3 milhões foram negociados durante o evento, R$ 45 milhões a menos que a meta inicial em financiamentos imobiliários, conforme informou a organização.

Mais de dez mil pessoas passaram pela feira que trazia apartamentos das construtoras, Direcional, Morar Mais, Vivere, Staff, MRV e RD Engenharia.

Para o vice-presidente da Ademi, Hélio Alexandre, os lotes de imóveis vendidos estavam localizados em bairros estratégicos, como o Campos Elíseos, Flores e Lírio do Vale e o endereço centralizado atraiu mais interessados: “o mercado do ‘Minha Casa, Minha Vida’ cada vez mais está dentro da cidade”, concluiu ele.

Incentivo

O incentivo dado pelo governo trouxe, segundo Alexandre, parcelas de R$ 480 para serem pagas em 30 anos. “A do ‘Minha Casa, Minha Vida’ com 40m², com cinco andares, área de lazer, piscina, churrasqueira e dentro da cidade. O governo Federal dá um grande subsídio, prestação de R$ 480 que termina daqui a 30 anos em R$ 120, ou seja, veio para substituir os aluguéis. Hoje tem quitinete que chega a R$ 600”, lembrou Alexandre.

Além dos servidores municipais, foram contemplados com o Programa Habitacional do Servidor Público, funcionário públicos estaduais e federais, segundo Alexandre. Na avaliação do vice-presidente, o programa que fornece descontos na entrada e facilidades para parcelamentos ajudou a movimentar a Feira.

Taxas

Em abril, a Caixa reduziu em até 1,25 pontos percentuais as taxas de juros do crédito imobiliário com recursos da Poupança. As taxas mínimas passaram de 10,25% ao ano para 9% a.a, no caso de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 11,25% a.a para 10% a.a, para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

O banco também aumentou o limite de cota de financiamento do imóvel usado para pessoa física de 50% para 70%. A Caixa vai disponibilizar R$ 82,1 bilhões para o crédito habitacional em 2018.

Anúncio