Com presença de Bolsonaro, CAS tem pauta de R$ 626 milhões

Com presença do presidente e do ministro da Economia, Paulo Guedes, serão avaliados 88 projetos industriais com criação de mais de 3 mil empregos nos próximos três anos

Manaus – O Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) realiza nesta quinta-feira (25), com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, a partir das 10h, no auditório da Suframa, sua 287ª Reunião Ordinária, para analisar 88 projetos industriais, sendo 26 de implantação e 62 de ampliação, atualização ou diversificação. Juntos, os projetos somam US$ 626.917 milhões em investimentos totais nos primeiros três anos de funcionamento das linhas de produção, com a geração de 3,5 mil novos postos de trabalho e previsão de faturamento na ordem de US$ 3.605 bilhões.

Febre no mundo, patinete elétrico pode ser produzido na ZFM (Foto: Valter Campanato/ABr)

A 287ª Reunião Ordinária é a primeira de 2019 – a partir da reformulação do Conselho por meio do Decreto nº 9.912, do dia 10 de julho – e também será a primeira nos últimos dez anos a contar com a presença de um presidente da República. Participam, ainda, o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, os conselheiros representantes dos diversos ministérios integrantes do CAS e demais representantes de entidades de classe e órgãos governamentais da região, entre outros.

Além da pauta de projetos em votação, também serão avaliadas alterações nos três principais marcos regulatórios referentes à implantação de projetos industriais e agropecuários que, de acordo com o superintendente Alfredo Menezes, deverão trazer mais agilidade no trâmite dos processos e simplificação e desburocratização de procedimentos. Também foi submetida ao CAS as alterações da Resolução nº 203/2012, que dispõe sobre apresentação, análise, aprovação e acompanhamento de projetos industriais aprovados no Conselho de Administração da Suframa. Segundo o superintendente, a nova proposta dará maior celeridade na aprovação de projetos industriais e na eventual concessão de limites adicionais para importação de insumos.

Entre os projetos industriais de implantação, destaca-se a Yellow Indústria e Comércio de Equipamentos de Mobilidade LTDA, que tem projeto para produzir patinetes e bicicletas elétricas, com investimento total maior que US$ 12 milhões e expectativa de 206 empregos. A Yellow é a maior prestadora de serviços aluguel de patinetes e bicicletas elétricas do Brasil, dominante nas grandes capitais e cujos insumos para a produção são exclusívos.

Outro destaque é a Empresa de Plástico do Amazonas (EPA), para fabricação de resinas plásticas com investimento total de mais de US$ 50 milhões e geração de 182 novos postos.