Com WhatsApp fora do ar, Bolsa cai mais de 2% com instabilidade no exterior

As quedas são mais fortes no índice Nasdaq, que recua mais de 2%, com destaque para as perdas de mais de 5% das ações do Facebook

Brasília – O ambiente de aversão ao risco no mercado internacional manteve os ativos domésticos em rota de desvalorização no começo desta tarde de segunda-feira (4), com queda superior a 2% na Bolsa e alta acima de 1% do dólar ante o real. O noticiário da tarde tem poucos destaques, o que mantém o investidor focado em questões relacionadas à crise de solvência da chinesa Evergrande, o impasse sobre o teto da dívida americana e o temor de estagflação no mundo. Por aqui, fiscal e crise hídrica também compõem o cenário de cautela e busca por posições defensivas.

Com WhatsApp fora do ar, Bolsa cai mais de 2% com instabilidade no exterior. (Foto: Divulgação)

Às 14h36, o dólar à vista era negociado a R$ 5,4351, em alta de 1,23%. No mercado futuro, a divisa para liquidação em novembro avançava 1,37%, aos R$ 5,4580. Na Bolsa, o Ibovespa tinha 110.177,24 pontos, em queda de 2,41%, em sintonia com os mercados acionários de Nova York, onde o dia também é de aversão ao risco. As quedas são mais fortes no índice Nasdaq, que recua mais de 2%, com destaque para as perdas de mais de 5% das ações do Facebook, empresa dona também dos aplicativos WhastsApp e Instagram, todos fora do ar desde o final da manhã.

Por outro lado, o dia é positivo para o petróleo, com o Brent em alta de quase 3%, a US$ 81,5 por barril, o que contribui para que a correção do Ibovespa não seja pior, com Petrobras ON e PN em alta em torno de 1,50% – sessão levemente positiva também para Vale ON (+0,39%).

A aversão a risco se impôs também na sessão asiática. “As bolsas asiáticas, com feriados na China continental e na Coreia do Sul, fecharam majoritariamente em queda, com a Evergrande vivendo novas complicações após o anúncio de suspensão da negociação das ações de sua subsidiária, Evergrande Property Services. No Japão, o cenário político, após a confirmação de Fumio Kishida como primeiro-ministro, levou instabilidade ao mercado”, observa em nota a Nova Futura Investimentos.

Os mercados acionários da Europa também fecharam em queda. Em dia sem indicadores importantes, investidores monitoraram um discurso do vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que não pode garantir que não haverá calote da dívida, e fez um apelo para que os republicanos “saiam do caminho” e deixem os democratas elevarem o teto da dívida. “Um calote da dívida levaria nossa economia ao precipício”, acrescentou o presidente americano. “Nunca falhamos em pagar nossas dívidas, é o que nos define”, disse também Biden. “O que os republicanos estão fazendo ao bloquear suspensão do teto é perigoso.”

WhatsApp

Em outro destaque desta última hora, o site Downdetector registra pico de instabilidade no Whatsapp e no Instagram, ambos de Mark Zuckerberg. Comentários de usuários no Twitter mostram que o serviço está indisponível em diversas partes do mundo. O Facebook ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Anúncio