Como gerir capital do pequeno e médio empreendedor na pandemia; confira dicas

De acordo com pesquisa do Sebrae, 89% dos pequenos negócios já enfrentam queda no faturamento devido às medidas de isolamento no país

Manaus – Com a pandemia da Covid-19, empreendedores devem tomar medidas para evitar prejuízos e garantir sobrevivência do negócio. A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus vai além da saúde e impacta todas as áreas da vida em sociedade. O cenário econômico é um dos mais afetados perante as recomendações de distanciamento para a proteção da população.

De acordo com pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 89% dos pequenos negócios já enfrentam queda no faturamento devido às medidas de isolamento no país.

Neste momento de impactos de uma pandemia, muitas empresas desempenham ativamente suas responsabilidades diante de seus profissionais e da sociedade. Como protagonistas da economia e do ambiente de negócios, as organizações têm como responsabilidades básicas a boa condução dos negócios e o cuidado com seus funcionários.

Quanto maior a urgência, mais é necessário que regras sejam estabelecidas e seguidas para que os desafios sejam enfrentados.

Foto: Agência Brasil

Segundo Ícaro Gaspar, amazonense e especialista em estratégias e gestão empresatial, o empreendedor definitivamente não pode neste momento ser o responsável pela operação da empresa, muita das vezes, de acordo com o especialista, esse é o maior erro que o empreendedor pode cometer. “Ele precisa olhar o negócio de maneira estratégica principalmente no que se diz respeito a gestão financeira”, disse.

Ainda segundo o especialista, o micro ou médio empreededor precisa construir um planejamento orçamentário e identificar a saúde do seu fluxo de caixa,. “Além disso, ele precisa garantir a construção do capital de giro e de uma reserva de emergência para possíveis períodos de instabilidade que ainda podem aparecer ou para aproveitar oportunidades nesse momento de crise”, explicou Icaro.

Com isso é hora de tomar medidas que vão auxiliar a reduzir os impactos do coronavírus ao seu pequeno negócio. A crise pede cautela, mas também permite que soluções inovadoras contribuam para o crescimento da sua empresa em meio à instabilidade.

“Se o empreendedor não sabe como estruturar um planejamento financeiro, seu investimento emergencial e em capital intelectual, cursos, consultorias, algo que o ajude a criar a estrutura básica de gestão para a reversão financeira ou expansão de seu negócio pode ser o fim do empreendimento, por isso a importância de todo esse planejamento”, finalizou Ícaro.

*Com informações da assessoria

 

Anúncio