Conselho de Administração da Suframa aprova R$ 838 milhões em projetos

O CAS aprovou 31 projetos industriais, de serviços e agroindustriais

Manaus – O Conselho de Administração da Suframa (CAS) aprovou, nesta quinta-feira (23), projetos que somam investimentos de R$ 838 milhões, bem como estimam faturamento adicional de R$ 2,83 bilhões e a geração de 1.392 empregos nos próximos 3 anos, na área incentivada da Zona Franca de Manaus (ZFM), nos próximos anos. Na reunião por videoconferência, o colegiado aprovou 31 projetos industriais, de serviços e agroindustriais, sendo 18 de implantação e 13 de ampliação, atualização ou diversificação.

(Foto: Divulgação)

Os destaques são a implantação das empresas Comércio e Indústria de Pneus Amazônia Ltda, para produção de pneus para bicicletas e motocicletas, com investimentos projetados de aproximadamente R$ 361 milhões e previsão de mão de obra adicional de 442 postos de trabalho; e Norpolim Nordeste Polímeros Indústria e Comércio de Termoplásticos Ltda, para produção de resinas modificadas e artigos de matéria plástica, com investimentos projetados de R$ 50,2 milhões e expectativa de geração de 79 empregos.

De acordo com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, os projetos apresentados superaram a média das reuniões dos últimos dois anos. “A pauta é composta em sua maioria por projetos de implantação, o que indica o interesse de investidores em continuarem apostando no modelo Zona Franca de Manaus. Temos muita satisfação com esses números e esperamos que esses projetos possam vir de fato a ser implantados e gerar os benefícios socioeconômicos esperados”, afirmou Polsin.

Apesar de adversidades conjunturais específicas como a Covid-19, restrições logísticas internacionais e a guerra da Ucrânia, que tem afetado a macroeconomia do País e, naturalmente, a Região Amazônica, Polsin destacou ainda a importância da ZFM “para uma área resiliente, pujante e cheia de possibilidades”.

“Vejo um Polo Industrial de Manaus que tem tido capacidade para superar todas as adversidades e que continua atrativo”, disse o superintendente. Uma amostra é que continuamos dentro da média de aprovação de cerca de 30 projetos em cada reunião do CAS, com destaque para 19 de implantação. Outro exemplo é como está aquecido o mercado de galpões industriais em Manaus. E isso tudo é refletido nos indicadores de faturamento do PIM que fecharam os primeiros 4 meses com 52 bilhões de reais, o que representa 8.37% superior ao mesmo período de 2021 e com uma empregabilidade superior a 100 mil há mais de 16 meses”, destacou o superintendente.

Anúncio