Curso em Manaus apresenta oportunidade de negócio com hidromel

O hidromel é uma bebida alcoólica proveniente da fermentação do mel

Manaus – A Embrapa Amazônia Ocidental e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) realizam, nos dias 12 e 13 de novembro, o curso “Hidromel – oportunidade de negócio com subproduto da Meliponicultura”, direcionado a meliponicultores e técnicos de extensão rural. A meliponicultura é a criação de abelhas nativas sem ferrão.

O objetivo do curso é capacitar para a produção de hidromel  (Foto: Reprodução)

O curso é promovido no âmbito do projeto “Abelhas, variedades crioulas e bioativos agroecológicos: conservação e prospecção da biodiversidade para gerar renda aos agricultores familiares na Amazônia Legal (Agrobio)”, coordenado pela Embrapa e financiado pelo Fundo Amazônia.

O hidromel é uma bebida alcoólica proveniente da fermentação do mel. Pode ser produzido tanto com mel de abelhas Apis mellifera ou com o mel de abelhas nativas sem ferrão.

O objetivo do curso é capacitar para a produção de hidromel com mel de abelhas nativas sem ferrão visando estimular os meliponicultores à diversificação de exploração econômica de sua atividade.

O curso será realizado em duas turmas, uma dia 12 e outra dia 13 de novembro de 2019,  de 13h30 às 18h. As atividades acontecerão no Laboratório de Biologia/Agroindústria do IFAM – Campus Zona Leste, em Manaus.

Para participar do curso, é necessário fazer inscrição prévia. A inscrição deve ser feita por meio de formulário eletrônico disponível nos seguintes links:

Para a turma 1, no dia 12/nov, as inscrições são pelo link https://docs.google.com/forms/d/16G9Ek32E4HH_F-U10wI_mi_p_sAn9PiD7ZjOvaLTmQ4/edit

Para a turma 2, no dia 13/nov, as inscrições são por este outro link https://docs.google.com/forms/d/1cVBT-fryOntHVovFmjy8qynKhzilVOuhrhzfcRJMd1w/edit

Esse curso tem a coordenação das pesquisadoras Cristiane Krug, da Embrapa Amazônia Ocidental, e Gislene Almeida Carvalho-Zilse, do Inpa. A instrutora será a agrônoma Samira Cavalcante da Silva, pós-doutoranda pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), que atua em análises físico-químicas, microbiológicas, sensorial e boas práticas de manipulação do mel e hidromel. O conteúdo do curso sobre Hidromel vai abordar o histórico, mercado, matéria prima, equipamentos, elaboração, produção, envase, produto final e armazenamento.

Oportunidades com a meliponicultura

A meliponicultura permite a produção e comercialização de diversos produtos da colônia, como o mel, o pólen e o geoprópolis além de subprodutos como hidromel, cerveja a base de mel, iogurtes com mel, dentre outros. A exploração econômica da atividade contribui para uma alternativa de renda ao meliponicultor. A pesquisadora da Embrapa Amazônia Ocidental Cristiane Krug comenta que o potencial econômico da meliponicultura ainda é incipiente pois o foco é a venda do mel e colmeias, no entanto, subprodutos como o hidromel podem alcançar alto valor agregado no mercado em virtude das características diferenciadas de sua matéria prima (mel de abelha sem ferrão). Além disso, a meliponicultura fornece alimentos de alto valor nutritivo (mel e pólen) e contribui para a manutenção do meio ambiente pela polinização das plantas e a preservação das espécies nativas de abelhas.

Anúncio