Davi Alcolumbre garante proteção ao modelo ZFM no Congresso Nacional

O presidente do Senado Federal visitou a capital do Amazonas nesta quinta-feira (12)

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, recebeu nesta quinta-feira (12) a visita do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e da bancada do Amazonas para debater sobre a preocupação do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) em relação à reforma tributária.

Durante coletiva de imprensa na Sede do Governo, Davi Alcolumbre reafirmou o compromisso em lutar para preservar o modelo econômico do Amazonas e informou que senadores, deputados e deputadas vão constituir uma comissão mista de acompanhamento desta reforma tributária.

“A comissão servirá para que possamos esclarecer quaisquer dúvidas e proteger alguns modelos de desenvolvimento regional que têm dado certo para o Brasil. E eu publicamente, aqui nessa coletiva de imprensa, quero reafirmar o nosso compromisso de proteção ao modelo que tem dado certo, chamado Zona Franca de Manaus, e área de livre comércio dos Estados do Norte”, afirmou.

Davi Alcolumbre fala durante coletiva de imprensa na sede do governo do Amazonas (Foto: Divulgação/Secom)

Ainda segundo Alcolumbre, a ZFM é assegurada pela Constituição Federal, mas é preciso que os políticos estejam atentos e vigilantes. “Porque é um modelo de sucesso e as pessoas precisam conhecer esse modelo. Muitos estão aí se aventurando em criticar esse modelo de desenvolvimento que é produzido pela ZFM, mas não têm a noção do que o modelo significa para essa região importante do Brasil, e o que de fato, concretamente, ele produz aos brasileiros do Norte, e que os reflexos da produção da zona franca atendem a todo o País”, disse.

O presidente do Senado declarou que o modelo ZFM contribui expressivamente para a preservação da floresta, a riqueza e, ao mesmo tempo, gera emprego e melhora a qualidade de vida.

“Portanto, saio daqui mais convencido, como mais um soldado na defesa ao lado de vocês amazonenses, ao lado do povo do Norte do Brasil, dos amazônidas, porque eu sou um amazônida, sou do Amapá e não tenho dúvida de que a proteção desse modelo é, de fato, uma tarefa que todos nós estaremos de mãos dadas construindo, buscando uma alternativa que não possa de maneira nenhuma atrapalhar esse modelo de sucesso”, declarou o presidente do Senado.

O governador do Amazonas, Wilson Lima afirmou que o Estado não vai abrir mão do modelo econômico e que o presidente do Senado recebeu uma proposta para que a reforma tributária não interfira no modelo ZFM.

“Naturalmente que é uma proposta passiva de ajustes, tanto pelo Senado quanto pela nossa bancada. No ano passado, nós montamos um comitê para monitorar todas as decisões que são tomadas em Brasília e que possam, de alguma forma, afetar o modelo Zona Franca”, disse.

Wilson Lima informou que uma estrutura está montada em São Paulo sob a coordenação do deputado federal Pauderney Avelino, que fará articulações junto aos empresários e empresas que estão instaladas no Polo Industrial de Manaus.

“Da mesma forma, estamos montando uma estrutura em Brasília para dar suporte aos parlamentares, juntamente com os técnicos da Sefaz e outros técnicos independentes, e também para empresários ou outras pessoas que queiram dar sugestões, contribuições ou tirar alguma dúvida em relação ao modelo Zona Franca de Manaus”, declarou o governador.

Lima disse ainda que, além do Estado não abrir mão do modelo ZFM, há uma necessidade da identificação de outras matrizes econômicas. “Nós definimos três áreas que são fundamentais e que o Estado do Amazonas está atuando, que é a abertura do mercado para gás, a mineração e a bioeconomia. Nesta, estaremos lançando nos próximos dias o primeiro edital de Concessão de Floresta do Estado do Amazonas para a exploração em larga escala”, revelou o governador.