Economia brasileira está decolando novamente, afirma Paulo Guedes

Ministro da Economia voltou a defender a vacinação em massa da população para a melhora do mercado de trabalho

Brasília – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (16), que os primeiros indicadores econômicos de 2021 mostram que a economia brasileira “está decolando novamente”.

Guedes ainda reafirmou a necessidade de vacinar em massa a população. (Foto: Alan Santos/PR)

“Há sinais por toda parte de que a economia brasileira está de novo decolando”, disse Guedes ao citar o salto indicado pela prévia do PIB, do Banco Central, e a geração recorde de empregos com carteira assinada em janeiro. Ele prevê ainda que a arrecadação de janeiro também deve ser positiva.

Guedes ainda reafirmou a necessidade de vacinar em massa a população para garantir a estabilidade do mercado de trabalho entre os informais. “Vamos vacinar, porque há 38 milhões de ‘invisíveis’ que ganham a vida nas ruas no dia a dia. Eles estão sem condições de trabalho sem a vacina”, avaliou o ministro ao dizer que os “invisíveis” foram os mais afetados pela pandemia.

“A máquina da geração de empregos formal está girando, é um testemunho de que o benefício emergencial funcionou”, disse o ministro ao comentar a renovação do BEm (Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda) e o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

Para Guedes, a crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus foi diferente das enfrentadas anteriormente no Brasil, porque permitiu que o mercado de trabalho gerasse empregos formais mesmo com a contração de 4,1% do PIB (Produto Interno Bruto), que representa a soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

“Tudo indica para a retomada da economia brasileira. Ela foi atingida fortemente e começamos, depois de dois ou três meses de forte impacto, uma retomada gradual no ritmo de geração de empregos e terminamos 2020 com uma criação líquida, ao contrário do que ocorreu nas recessões anteriores”, avaliou Guedes.