‘Ela Pode Empreender’ reúne mulheres, neste sábado

Com ações em todo o País, Rede Mulher Empreendedora inscreve até esta sexta-feira (23), para evento de empreendedorismo feminino na edição manauara

Manaus – Com serviços, oficinas e capacitações em todo o País, o Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME) e a North Business School promovem, neste sábado (24), a edição manauara do ‘Ela Pode Empreender’, das 8h às 17h, no Parque Municipal do Mindu, zona centro-sul da cidade. As inscrições gratuitas vão até sexta-feira (23) e podem ser feitas pelo link bit.ly/elapodeAM. O evento conta com apoio do Google.

O programa ‘Ela Pode’ tem como prioridade promover capacitações de empreendedorismo e empregabilidade para as mulheres – principalmente em situação de vulnerabilidade – e, assim, oferecer condições sociais e econômicas para a independência financeira feminina.

No Amazonas, as ações do IRME são articuladas pela embaixadora da Rede, Rosângela Bentes, diretora-geral da escola de negócios North Business School. “A previsão é impactar mais de 10 mil mulheres em todo o país. A grande concentração de mulheres em situação de vulnerabilidade econômica e social está no Norte e Nordeste do país. Manaus não poderia estar de fora dessa programação”, frisa Bentes.

Para viabilizar a programação em Manaus, única cidade amazonense a receber o evento, a embaixadora destaca que conta com uma rede de parceiros e um time de mulheres que passaram pelas capacitações se tornaram um time para envolver outras mulheres.

Segundo a representante, a meta da Rede Mulher Empreendedora no Brasil é capacitar 135 mil mulheres em situação de vulnerabilidade social e econômica e, para o Amazonas, a estimativa é superar o quantitativo de 4 mil mulheres beneficiadas.

 “Nosso objetivo é mobilizar muito mais mulheres a conhecer essa iniciativa e, além disso, oportunizar para as que já passaram pela capacitação oportunidades de negócios. Contamos com palestras-show, oficinas de ‘mão na massa’, mentoria de negócios e feira de economia criativa e solidária”, conta Rosângela Bentes.