Em crise, tradicional loja anuncia o fechamento de 91 unidades no Brasil

Marisa afirma que unidades escolhidas apresentam geração sistemática de caixa negativo

São Paulo – Após credores ingressarem na Justiça para pedir a falência da Marisa, a empresa anunciou que fechará 91 lojas em todo o Brasil na tentativa de regularizar a situação financeira.

(Foto: Reprodução / Google Street View)

A varejista afirma que as unidades escolhidas apresentam geração sistemática de caixa negativo e a decisão faz parte do Programa de Eficiência Operacional.

De acordo com a empresa, 51 das lojas já tiveram suas operações encerradas e as 40 demais fecharão as portas nos próximos meses. Cada unidade da varejista emprega, em média, 20 profissionais.

Com a ação, a Marisa estima aumentar seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em R$ 62 milhões na base anual. De acordo com os credores que buscam reverter seus prejuízos na Justiça, as dívidas da empresa superam R$ 882 mil.

Os débitos são com a MGM Comércio de Acessórios de Moda, no valor de R$ 363.562,44, com a Plasútil Indústria e Comércios de Plásticos, de R$ 173.501,42, e com a Oneflip Indústria e Calçados, de R$ 345.733,98.

O reestruturador de empresas João Pinheiro Nogueira Batista, que assumiu o comando das Lojas Marisa há pouco mais de um mês, disse que a concorrência com as varejistas internacionais, como a Shein, prejudicou a companhia.

Anúncio