Professora dá dicas para ter destaque nas entrevistas de trabalho online

Especialista diz que esse formato de entrevista vai continuar fazendo parte da rotina das empresas, mesmo com o fim da pandemia

Manaus – A pandemia de coronavírus alterou a forma como muitas atividades são realizadas no dia a dia. No mercado de trabalho, as entrevistas de empregos passaram a ser feitas de forma remota, o que exige do candidato atenção a pontos que antes não eram necessários, como o ambiente em que a conversa vai ocorrer.

A coordenadora pedagógica da Faculdade Santa Teresa, Débora Nogueira, ressalta que esse formato de entrevista vai continuar fazendo parte da rotina das empresas, mesmo com o fim da pandemia. “É uma forma que se adequou bem à nova realidade, em que cada vez mais a tecnologia está sendo usada como um mediador e facilitador das atividades diárias”, afirmou.

Dicas

Na entrevista remota, o primeiro ponto a ser observado pelo candidato, segundo Débora Nogueira, é o de que este modelo é tão formal quanto o presencial. Por isso, é necessário adotar os mesmos cuidados que teria se fosse no escritório da empresa.

É também preciso escolher um ambiente adequado para a conversa, com boa iluminação, sem barulho ou distrações como pessoas passando. “A iluminação é um item muito importante, porque o avaliador, assim como na entrevista presencial, leva em conta a forma de falar, os gestos e expressões. Em relação ao som, uma boa opção é usar fones. Dessa maneira, o recrutador consegue ouvir de forma mais clara”, destacou.

Ela também orienta o candidato a falar olhando para câmera, para gerar uma conexão com o avaliador. De acordo com Débora, a recomendação é testar o som e a imagem, antes da entrevista. “Diferente de quando a entrevista é presencial e o ambiente é o da empresa, na conversa remota todo esse cuidado com os detalhes deve ser do candidato”, frisou.

Especialista diz que a entrevista virtual é tão formal quanto a presencial (Foto: Divulgação / Assessoria)

Durante a entrevista, caso aconteça algum problema como falta de internet, a dica é não se desesperar. “Ligue para o avaliador e explique. Ele, com certeza, vai entender e retomar a conversa. Quando usamos a tecnologia, é possível que problemas aconteçam. Isso é normal e não irá prejudicar a avaliação”, explicou.

As demais orientações que ela dá valem para qualquer tipo de entrevista de emprego. Débora alerta para o cuidado com a apresentação pessoal. “O ideal é escolher roupas de tons neutros. No caso das mulheres, a maquiagem não deve ser exagerada. Durante a entrevista, converse com o recrutador de forma natural, sem querer demonstrar aquilo que não é. Esse é o momento de apresentar as habilidades e os pontos fortes do currículo. Sorria e demonstre interesse pelo trabalho”, enumerou.

Currículo

Débora Nogueira destaca que algo importante e que deve ser observado pelos candidatos e que é um passo antes mesmo da entrevista, é a apresentação do currículo. “Um bom currículo é essencial para que a pessoa seja selecionada para a entrevista”.

O currículo, diz ela, deve conter informações sobre as experiências do profissional, sua formação acadêmica, cursos realizados, trabalhos voluntários. As habilidades interpessoais são bastante exigidas, nos dias atuais. Por isso, é necessário descrever se é uma pessoa proativa, com boa oratória, por exemplo.

Conforme Débora, algo que já vem acontecendo há alguns anos é a avaliação das redes sociais do candidato. “Observe a forma como se apresenta nesses canais, pois eles também são levados em consideração. Os recrutadores costumam ligar para os empregos anteriores, para ter referências. O ideal sempre é sair de um emprego sem problemas, para que isso não o prejudique em outras oportunidades”, orientou.

Anúncio