Gás de cozinha sofre reajuste de 5% nas distribuidoras a partir desta sexta

O preço da botija de 13 quilos será vendido para as distribuidoras pelo valor de R$ 41,68

Manaus – A Petrobras anunciou que vai aumentar o preço do gás de cozinha em 5% nas distribuidoras. Este é o 4º reajuste no ano e já começa a valer a partir desta sexta-feira (02). O valor passará a ser de R$ 3,21 por quilo, com um aumento médio de R$ 0,15 por quilo, valendo tanto para o uso em indústrias quanto para o uso doméstico. O preço da botija de 13 quilos será vendido para as distribuidoras pelo valor de R$ 41,68.

Segundo a empresa, a alta está relacionada com a cotação internacional do petróleo, já que tem referencia os preços de iguais aos de importação. Portanto o preço acompanha as variações do valor de mercado internacional e da taxa de câmbio para cima e para baixo. O dólar americano iniciou esta sexta-feira como valor de R$ 5,71. o número de reajustes do gás de cozinha, tem sido menor do que os praticados no comércio de gasolina e óleo diesel. A gasolina já aumentou seis vezes de preço e o diesel cinco vezes no ano.

O aumento no preços no gás de cozinha foi anunciado pela Petrobras (Foto: Divulgação)

Os valores praticados nas refinarias pela Petrobras custam menos que a metade do valor que é cobrado ao consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para envase pelas distribuidoras, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores. Os impostos do gás de cozinha e do diesel já estão sendo zerados na hora da compra nas refinarias.

O último reajuste do gás liquefeito de petróleo (GLP) foi realizado no dia em 1º de março. A média nacional encontra-se em R$ 83,25. O maior valor praticado é na região centro-oeste, que o GLP chegou a R$ 120,00. Em fevereiro o Presidente Jair Bolsonaro anunciou que iria zerar os tributos federais de forma permanente do gás de cozinha, com o intuito de reduzir o preço para o consumidor final.

Anúncio