Grupo Heineken anuncia saída da Zona Franca de Manaus

O grupo Heineken anunciou o encerramento da produção de concentrados para refrigerantes em Manaus

Manaus – O Grupo Heineken anunciou nesta sexta-feira (4) o fim da produção de concentrados para refrigerantes em Manaus. A unidade, que estava instalada na Zona Franca de Manaus (ZFM) e empregava 18 pessoas, será transferida para Itu no interior de São Paulo.

Grupo Heineken anuncia saída da Zona Franca de Manaus (Foto: Divulgação / Heineken)

A transferência ocorre em meio ao decreto que reduz as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 25%. A medida ataca seriamente a Zona Franca de Manaus (ZFM) e as empresas e trabalhadores que serão gravementes afetados.

Por outro lado, a empresa afirma que a transferência vinha sendo estudada antes da medida do governo federal e, portanto, não tem relação com a mudança na alíquota. Ainda de acordo com o Grupo Heineken, a saída do Polo Industrial de Manaus (PIM) faz parte do plano da empresa iniciada em julho de 2021 quando a empresa anunciou a retirada das embalagens PET acima de 1 litro de seu portfólio de bebidas não-alcoólicas.

Em relação aos funcionários de Manaus, a empresa informou que está oferecendo “um pacote de desligamento, além de suporte para recolocação profissional em outras unidade da companhia ou em empresas da própria região.” O plano do Grupo Heineken é vender a propriedade na capital.

Na cidade de Itu também é produzido o portfólio de bebidas não-alcoólicas da Heineken representado pelas marcas FYs, Itubaína, Viva Schin, Skinka e Água Schin.

Anúncio