Instituição financeira celebra resultados na economia do Amazonas

Assembleia reuniu associados em Manacapuru, Itacoatiara e Parintins; resultados serão creditados no próximo dia 25 de abril

Manaus – Com mais de 12 mil associados no Amazonas, a Sicredi Vale do Cerrado realizou as assembleias para aprovação de contas, balanço financeiro e eleição de coordenadores de núcleo das agências no Estado. No ano passado, a cooperativa alcançou um valor agregado de mais de R$69 milhões, considerando a distribuição de resultados, economia gerada pelo uso da cooperativa e apoio a projetos sociais desenvolvidos na comunidade.

(Foto: Ilustrativa /Freepik)

Os resultados e a maneira de distribuição aprovada serão creditados para os associados no próximo dia 25 de abril.

É a primeira vez que os cooperados de municípios do interior do Amazonas participam das assembleias, realizadas neste mês em Manacapuru, Parintins e Itacoatiara. Na última quarta-feira (16) ocorreu a assembleia digital, disponível para associados de toda a cooperativa. Aqueles que não participaram de forma presencial podem acessar o conteúdo pelo seu aplicativo no celular ou através do site.

Realizadas todos os anos, as Assembleias do Sicredi acontecem nas cooperativas de todo o Brasil e são um grande diferencial do modelo de negócio cooperativista. Na ocasião, os associados conhecem o desempenho financeiro alcançado pela cooperativa e também dialogam a respeito da divisão das sobras, ou seja, dos resultados positivos da cooperativa, bem como valores destinados ao Fundo Social e patrocínios.

“A assembleia dá o norte do negócio. Depois disso, é executar o que foi decidido pelos associados. Eu acho importante quando esse novo associado que não tem conhecimento de cooperativa e associação, vai na assembleia e participa. A assembleia é o momento de agregar, fidelizar esse associado para que ele possa ter a percepção de que fazer parte da cooperativa é muito mais do que ser correntista de um banco. Ele pode e deve participar, entendendo a dinâmica do cooperativismo. Eles aprovam os balanços, as contas e definem a destinação das sobras e também elegem os coordenadores e demais representantes, definindo o caminho que a cooperativa vai tomar”, explica o presidente da cooperativa Sicredi Vale do Cerrado, Sergio Dezordi.

Mais de 300 associados participaram dos encontros nas três cidades amazonenses. A Sicredi Vale do Cerrado encerrou o exercício de 2023 com um valor agregado à comunidade de mais de R$69 milhões aos seus 100 mil associados pelo Amazonas e Mato Grosso. Desse total, R$32 milhões são resultado líquido, disponível para distribuição entre os associados. Outros R$35 milhões foram o total de economia gerada ao quadro social por ter usado os produtos e serviços da instituição, enquanto R$2,5 milhões foram destinados para investimentos em projetos sociais nas regiões onde a cooperativa está presente.

No processo de distribuição do resultado líquido, parte dos recursos financeiros é destinada para reservas legais estabelecidas em Estatuto Social e divisão de resultados entre os associados, de acordo com o uso das soluções financeiras.

Para Dezordi, as assembleias são um grande passo para a consolidação e expansão do negócio no Estado. “É um primeiro grande passo de consolidação do negócio.  A cooperativa é nossa, da sociedade, então cada um tem que cuidar e defender, porque é sócio desse negócio. A sociedade tem que entender o cooperativismo. Somos diferentes dos bancos tradicionais e o associado fideliza e passa a defender a cooperativa, como dono do negócio, se envolvendo e participando de todo o processo”, disse.

Durante as assembleias, os associados conheceram os números do Sicredi a nível nacional, estadual e regional, com um comparativo entre os anos de 2021, 2022 e 2023 das evoluções dos números de associados, depósitos totais, patrimônio líquido, sobras, recursos totais e operações de crédito. Para garantir a conformidade do Balanço Patrimonial e da Demonstração do Resultado, a Vale do Cerrado apresentou ainda os pareceres das auditorias do Conselho Fiscal da Cooperativa e da auditoria externa Ernst & Young.

Também foram realizadas eleições dos coordenadores de núcleo, garantindo a representatividade dos associados de cada município nas eleições das Assembleias Gerais Ordinárias (AGO), que acontecerão no dia 18 de abril, na sede da Cooperativa. As agências de Itacoatiara, Parintins e Manacapuru elegeram três representantes, cada uma, para o primeiro núcleo criado nas unidades de atendimento.

A Assembleia é o órgão supremo da Cooperativa, onde são tomadas todas e quaisquer decisões de interesse do quadro social. Os assuntos a serem votados na cooperativa são apresentados, primeiramente, em assembleia de núcleo, que tem o objetivo de reunir associados em cada uma das cidades onde a Sicredi Vale do Cerrado está presente. Terminado este ciclo, as pautas aprovadas são levadas para a AGO, que congrega os coordenadores de núcleos eleitos pelo quadro social nas agências. Estes, comparecem à Assembleia Geral para representar os votos já validados pelos demais associados nas Assembleias de Núcleo.

Anúncio